Motorista que atropelou ciclista procura clínica psiquiátrica

Ricardo José Neis, contudo, não conseguiu ser tratado: a clínica, em Porto Alegre, disse que não havia vagas

Daniel Cassol, iG Rio Grande do Sul |

nullO motorista que atropelou um grupo de ciclistas na última sexta em Porto Alegre buscou atendimento em uma clínica psiquiátrica nesta terça-feira. Ricardo José Neis não foi internado, segundo a clínica, por falta de vagas.

A informação foi confirmada à reportagem do iG pela gerência da clínica psiquiátrica localizada na zona sul da capital gaúcha. Ricardo Neis desejava ser internado, mas foi liberado por volta das 15h30. A gerência não quis informar se ele chegou a ser atendido por um médico.

Na última sexta, Ricardo Neis atropelou pelo menos 15 ciclistas do grupo Massa Crítica, que realizava uma manifestação no bairro Cidade Baixa. Oito pessoas tiveram de ser encaminhadas ao Hospital de Pronto Socorro. Neis fugiu sem prestar socorro e se apresentou à Polícia Civil nesta segunda, alegando ter sido ameaçado pelos ciclistas. “Estou tremendamente transtornado. Lamento muito, mas não tive alternativa”, afirmou Neis. "Se eu ficasse, seria linchado", disse ele.

A Polícia Civil pediu nesta terça a prisão preventiva do motorista. Ele deve ser indicado por tentativa de homicídio duplamente qualificada, já que o motivo era fútil e as vítimas não tiveram chance de se defender. “Ele teve consciência do erro, ele sabe disso, ele usou o carro como uma arma”, afirmou o delegado Gilberto Montenegro, responsável pelo caso. O Ministério Público também havia solicitado a prisão de Ricardo Neis, mas a Justiça do Rio Grande do Sul só deve decidir nesta quarta.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG