Morador de Porto Alegre pode monitorar caminhão de lixo pela web

Com o serviço, é possível saber quando o serviço de coleta vai passar perto de casa e fiscalizar se horário é obedecido

Daniel Cassol, iG Rio Grande do Sul |

Saber se o caminhão do lixo já passou ou vai passar nas próximas horas na frente de casa já é possível em Porto Alegre. Um serviço em funcionamento desde quarta-feira permite aos moradores monitorarem, pela internet, o roteiro e o horário da coleta do lixo domiciliar.

No site do Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU), um mapa da cidade indica onde está cada um dos 43 caminhões da frota da empresa Sustentare, que realiza o serviço para a prefeitura de Porto Alegre. Os veículos são dotados de um equipamento de GPS, que envia informações para o DMLU e para a empresa. A atualização é feita a cada 30 minutos e só vale para os caminhões que fazem a coleta do lixo comum.

“Segundo as informações que colhemos junto às empresas, o serviço é pioneiro no Brasil. Nenhuma outra capital tem esse acesso à população”, garante o diretor do DMLU, Mário Moncks. “As pessoas estão vendo realmente a disposição dos caminhões na cidade”, destaca.

Pelo sistema, o DMLU pode controlar o cumprimento dos horários e dos roteiros, além de informações como a placa do veículo e o nome do motorista. Aos moradores, o mapa só mostra o trajeto que está sendo feito pelos caminhões. “Estamos estudando a possibilidade de agregar mais dados. Por enquanto, pela capacidade de transmissão das informações, foi o que se conseguiu fazer”, explica Moncks.

A instalação de GPS nos caminhões de lixo estava prevista desde novembro de 2007, quando passou a vigorar o novo contrato entre a prefeitura e a Sustentare. Segundo o DMLU, o monitoramento já era feito, mas a empresa trocou os aparelhos, sem custo adicional, o que permitiu a criação do sistema de informação aos moradores. A Sustentare recebe cerca de R$ 1,7 milhão por mês para realizar o serviço de coleta do lixo.

    Leia tudo sobre: Rio Grande do SulPorto Alegrelixo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG