Gol distribui foto de cão perdido e pede ajuda

Cachorro Pinpoo deveria ter embarcado em Porto Alegre, com destino a Vitória, no dia 2 de março, e sumiu

AE |

selo

A empresa Gol Linhas Aéreas ainda não encontrou Pinpoo, o cão de dez meses de idade que no dia 2 sumiu quando seria embarcado no Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre (RS), com destino a Vitória (ES). Mas a empresa vem se esforçando. Em nota divulgada nesta sexta-feira, a Gol informa que tem mobilizado "todas as frentes" para encontrar Pinpoo, batizado assim por ser uma mistura das raças pinscher e poodle.

A companhia distribuiu fotografias do cão pela vizinhança do aeroporto, acionou empresas instaladas na região e obteve o apoio da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) nos esforços de busca. A empresa diz ainda que, "ciente da sua responsabilidade", tem mantido a dona de Pinpoo, Nair Flores, "a todo o momento" informada sobre a busca.

A companhia destaca ainda que tem oferecido traslado para a dona de Pinpoo, de sua casa para o aeroporto, "para que possa participar dos esforços para localizar seu animal de estimação". A responsável pelo transporte do cão era a Gollog, empresa do grupo.

Ela foi pela terceira vez ao aeroporto procurá-lo na manhã de hoje. "Gritei até ficar rouca por todos os hangares", disse Nair. "Já estou perdendo as esperanças", acrescentou. Perguntada sobre a repercussão que o caso está tendo no Twitter e em outras mídias, Nair afirmou: "jamais imaginei uma ajuda tão grande dessas".

Na nota, a Gol esclarece que cumpriu com rigor "todas as etapas do processo de transporte do animal" e que a caixa de transporte de Pinpoo "obedecia as especificações de segurança e conforto". A companhia diz que apurou com seus funcionários que Pinpoo teria forçado a porta da caixa de transporte e fugido para uma área do aeroporto.

    Leia tudo sobre: cachorrogolaeroporto

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG