Várias regiões tiveram queda de energia por conta da chuva forte e dos ventos, que atingiram até 80 km/h no norte do RS

Um forte temporal que atingiu regiões do Rio Grande do Sul desde a noite desta terça-feira deixou estragos em várias partes do Estado. Na capital Porto Alegre, a Unidade de Saúde da Família (USF) Mato Sampaio, na rua 27, no bairro Bom Jesus, está fechada após o prédio ficar alagado em consequência da chuva. À tarde, uma equipe vai avaliar a situação para decidir se haverá ou não condições de retomar o atendimento.

Veja a previsão do tempo para a sua região

Forte chuva provocou mais de 40 pontos de alagamento em Porto Alegre
AE
Forte chuva provocou mais de 40 pontos de alagamento em Porto Alegre
Segundo a Prefeitura de Porto Alegre, choveu equivalente ao esperado para quase o mês inteiro em bairros localizados ao sul, leste e centro da cidade, onde a precipitação foi mais intensa. Pelas avaliações feitas pelo Departamento de Esgotos Pluviais (DEP), choveu aproximadamente 60 milímetros, o que provocou alagamentos devido ao grande volume de água em pouco tempo

Cerca de 250 agentes de trânsito da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) atendem os pontos mais críticos da circulação na capital. Segundo levantamento, 41 pontos de alagamento causaram congestionamentos em diversas regiões e Porto Alegre, principalmente em ruas da zona sul e centro, alguns com falta de energia elétrica.

A EPTC informou que apesar do grande volume de água e dos transtornos, o movimento na cidade começou a ser normalizado no meio da manhã, com alguns pontos ainda apresentando alagamentos e algumas vias com grande concentração de veículos.

A Defesa Civil também esteve nas ruas atendendo aos cerca de 40 chamados recebidos durante a fase mais intensa das chuvas. Segundo Márcio Cardoso, chefe do Grupo de Primeira Abordagem, os alagamentos constatados não chegaram a atingir a estrutura das casas, sendo que até esse horário haviam sido emitidas duas notificações de desalojamento. Durante a manhã, a Defesa Civil estava em contato com órgãos do município para avaliar a situação de outras casas, especialmente aquelas localizadas em áreas próximas a arroios e córregos.

Os serviços de água, esgoto e circulação da prefeitura constataram que a água invadiu ruas, casas e calçadas em pelo menos 60 diferentes locais da cidade. O tráfego de automóveis não fluiu e formaram-se diversos engarrafamentos em algumas regiões da zona sul, do centro e da zona norte.

No bairro Cristal, na zona sul, o arroio Cavalhada transbordou e entrou em algumas casas. Os moradores foram retirados do local pelos bombeiros.

Os transtornos se estenderam também à região metropolitana. Em Novo Hamburgo, uma escola alagada suspendeu as aulas. Em Estância Velha o vento derrubou a cobertura de um pavilhão.

Previsão

Segundo o Centro de Pesquisas Tecnológicas do Inpe, áreas de instabilidade favorecidas pelo calor, umidade e ventos em altitude, além do avanço de uma frente fria causaram temporais e pelo menos 10 municípios registraram queda de granizo, segundo informações da Defesa Civil Estadual. Em Estância Velha, na região metropolitana de Porto Alegre, a chuva de granizo foi intensa. Ainda na região metropolitana de Porto Alegre, a chuva forte causou vários pontos de alagamentos e as rajadas de vento provocaram o destelhamento de inúmeras residências em Novo Hamburgo. No norte do Estado, em Muçum, a chuva e os ventos, que chegaram até 80 km/h, também causaram estragos e transtornos à população. Além de pontos de alagamentos, destelhamento de residências houve registro da queda de inúmeras árvores nas áreas afetadas pelos temporais.

Com relação ao volume de chuva, em Jaguarão a chuva acumulada entre ontem e madrugada desta quarta-feira (14/03) foi de mais de 30 mm, o que corresponde a aproximadamente 30% da média climatológica para o mês de março. Em Tramandaí, no litoral norte do Estado, a chuva acumulada foi de 45 mm, correspondendo a 1 terço da média de chuvas para março, sendo 35 mm acumulados no período de 6 horas (até 8 horas) desta quarta-feira.

Nesta quarta-feira (14/03) a região Sul terá condições para chuva localmente forte, principalmente no RS e no oeste e centro do PR e de SC. Com relação às temperaturas, após 10 dias consecutivos de temperaturas de 35ºC e até mesmo acima deste valor, nesta quarta-feira as mesmas não passarão dos 30ºC no RS.

Queda de árvore em Porto Alegre nesta manhã
AE
Queda de árvore em Porto Alegre nesta manhã

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.