Forte chuva fecha unidade de saúde e alaga ruas de Porto Alegre

Várias regiões tiveram queda de energia por conta da chuva forte e dos ventos, que atingiram até 80 km/h no norte do RS

iG São Paulo |

Um forte temporal que atingiu regiões do Rio Grande do Sul desde a noite desta terça-feira deixou estragos em várias partes do Estado. Na capital Porto Alegre, a Unidade de Saúde da Família (USF) Mato Sampaio, na rua 27, no bairro Bom Jesus, está fechada após o prédio ficar alagado em consequência da chuva. À tarde, uma equipe vai avaliar a situação para decidir se haverá ou não condições de retomar o atendimento.

Veja a previsão do tempo para a sua região

AE
Forte chuva provocou mais de 40 pontos de alagamento em Porto Alegre
Segundo a Prefeitura de Porto Alegre, choveu equivalente ao esperado para quase o mês inteiro em bairros localizados ao sul, leste e centro da cidade, onde a precipitação foi mais intensa. Pelas avaliações feitas pelo Departamento de Esgotos Pluviais (DEP), choveu aproximadamente 60 milímetros, o que provocou alagamentos devido ao grande volume de água em pouco tempo

Cerca de 250 agentes de trânsito da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) atendem os pontos mais críticos da circulação na capital. Segundo levantamento, 41 pontos de alagamento causaram congestionamentos em diversas regiões e Porto Alegre, principalmente em ruas da zona sul e centro, alguns com falta de energia elétrica.

A EPTC informou que apesar do grande volume de água e dos transtornos, o movimento na cidade começou a ser normalizado no meio da manhã, com alguns pontos ainda apresentando alagamentos e algumas vias com grande concentração de veículos.

A Defesa Civil também esteve nas ruas atendendo aos cerca de 40 chamados recebidos durante a fase mais intensa das chuvas. Segundo Márcio Cardoso, chefe do Grupo de Primeira Abordagem, os alagamentos constatados não chegaram a atingir a estrutura das casas, sendo que até esse horário haviam sido emitidas duas notificações de desalojamento. Durante a manhã, a Defesa Civil estava em contato com órgãos do município para avaliar a situação de outras casas, especialmente aquelas localizadas em áreas próximas a arroios e córregos.

Os serviços de água, esgoto e circulação da prefeitura constataram que a água invadiu ruas, casas e calçadas em pelo menos 60 diferentes locais da cidade. O tráfego de automóveis não fluiu e formaram-se diversos engarrafamentos em algumas regiões da zona sul, do centro e da zona norte.

No bairro Cristal, na zona sul, o arroio Cavalhada transbordou e entrou em algumas casas. Os moradores foram retirados do local pelos bombeiros.

Os transtornos se estenderam também à região metropolitana. Em Novo Hamburgo, uma escola alagada suspendeu as aulas. Em Estância Velha o vento derrubou a cobertura de um pavilhão.

Previsão

Segundo o Centro de Pesquisas Tecnológicas do Inpe, áreas de instabilidade favorecidas pelo calor, umidade e ventos em altitude, além do avanço de uma frente fria causaram temporais e pelo menos 10 municípios registraram queda de granizo, segundo informações da Defesa Civil Estadual. Em Estância Velha, na região metropolitana de Porto Alegre, a chuva de granizo foi intensa. Ainda na região metropolitana de Porto Alegre, a chuva forte causou vários pontos de alagamentos e as rajadas de vento provocaram o destelhamento de inúmeras residências em Novo Hamburgo. No norte do Estado, em Muçum, a chuva e os ventos, que chegaram até 80 km/h, também causaram estragos e transtornos à população. Além de pontos de alagamentos, destelhamento de residências houve registro da queda de inúmeras árvores nas áreas afetadas pelos temporais.

Com relação ao volume de chuva, em Jaguarão a chuva acumulada entre ontem e madrugada desta quarta-feira (14/03) foi de mais de 30 mm, o que corresponde a aproximadamente 30% da média climatológica para o mês de março. Em Tramandaí, no litoral norte do Estado, a chuva acumulada foi de 45 mm, correspondendo a 1 terço da média de chuvas para março, sendo 35 mm acumulados no período de 6 horas (até 8 horas) desta quarta-feira.

Nesta quarta-feira (14/03) a região Sul terá condições para chuva localmente forte, principalmente no RS e no oeste e centro do PR e de SC. Com relação às temperaturas, após 10 dias consecutivos de temperaturas de 35ºC e até mesmo acima deste valor, nesta quarta-feira as mesmas não passarão dos 30ºC no RS.

AE
Queda de árvore em Porto Alegre nesta manhã

    Leia tudo sobre: porto alegrechuva

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG