Rio Grande do Sul tem 42 municípios em emergência por conta da estiagem

Defesa Civil estima que 248 mil pessoas tenham sido afetadas pela falta de chuva no Estado

AE |

selo

O número de municípios do Rio Grande do Sul que decretaram situação de emergência por causa da estiagem subiu para 42 nesta quarta-feira, quando Doutor Ricardo, Arroio do Tigre, Colorado, Santo Augusto, Bozano e Boa Vista do Cadeado também recorreram à medida. A Defesa Civil estima que 248 mil pessoas tenham sido afetadas pela falta de chuva. 

AE
Solo afetado pela estiagem na cidade de Estância Velha, Rio Grande do Sul, no fim de 2010
O governador em exercício, Beto Grill (PSB), admitiu que o problema vai se ampliar porque as perspectivas climáticas para os próximos dias não são boas. O Estado prevê que as 24 prefeituras que já emitiram Notificações Preliminares de Desastre (Nopreds) também vão decretar situação de emergência e que outras 110 administrações municipais podem seguir o mesmo caminho até a semana que vem. 

Grill também revelou que, por sugestão da ministra-chefe da Casa Civil do governo federal, Gleisi Hoffmann, o governo do Estado poderá emitir um decreto coletivo de situação de emergência no qual relacionaria todos os municípios prejudicados pela estiagem. Isso facilitaria a liberação de recursos federais e o pagamento do seguro aos agricultores que perderam suas lavouras. 

Embora ainda não tenha um levantamento consolidado, o governo do Rio Grande do Sul estima que os prejuízos provocados pela estiagem se aproximem dos R$ 500 milhões. As perdas são maiores nas lavouras de milho e feijão e na produção de leite das regiões central, norte e noroeste do Estado. A previsão dos serviços de meteorologia não indica perspectiva de chuvas fortes para os próximos dias. Na semana que vem o calor deve aumentar no Estado, podendo se aproximar dos 40 graus.

    Leia tudo sobre: rio grande do sulestiagemseca

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG