Droga oxi tem primeira apreensão no Rio Grande do Sul

Apreensão, ocorrida no dia 25 de abril, foi divulgada nesta quinta-feira pela Polícia Civil

Daniel Cassol, iG Rio Grande do Sul |

Depois de ser encontrada em Estados como São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Bahia, a nova droga que vem sendo chamada de "oxi", mais barata e mais destrutiva que o crack, foi apreendida pela primeira vez também no Rio Grande do Sul. A Polícia Civil anunciou a apreensão, que aconteceu em abril, na manhã desta quinta-feira, em Porto Alegre.

Divulgação
Apreensão de daroga feito pela Denarc

De acordo com o Departamento de Investigação de Narcóticos (Denarc), a apreensão ocorreu no dia 25 de abril, no bairro Rubem Berta, zona norte de Porto Alegre. Foram apreendidos 300 gramas da droga, o que seria suficiente para produzir cerca de 1,5 mil pedras.  

A Polícia Civil do Rio Grande do Sul prendeu três homens de uma quadrilha, com quem foram encontrados um morteiro e um fuzil das forças armadas da Bolívia, por onde o oxi teria entrado no Brasil. Os criminosos também estavam com oito quilos de maconha. 

“O que temos de concreto até agora é que a droga veio da Bolívia. Pelo envolvimento de criminosos do Paraná e de São Paulo, estamos deduzindo que essa droga chegou ao Rio Grande do Sul por São Paulo”, afirma o delegado Heliomar Franco. 

Os policiais acreditam que a droga já está sendo consumida por usuários de crack há cerca de uma semana. “A droga já está sendo comercializada. Uma de nossas delegacias já constatou que existe comercialização do oxi, há coisa de uma semana. Os usuários talvez nem saibam que estão consumindo oxi”, revela Franco.

As pedras de oxi, abreviação de “oxidado”, são feitas a partir de pasta base de cocaína, acrescida de cal virgem, gasolina ou querosene. A droga vicia mais e tem poder mais destrutivo que o crack, além de ser mais barata. Nos últimos dias, a nova droga foi aprendida pela primeira vez também em Minas Gerais, Paraná e Bahia, Santa Catarina, São Paulo e Mato Grosso do Sul.

    Leia tudo sobre: oxidrogadenarccrack

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG