Corpos de vítimas são velados em Igrejinha, no RS

Chuvas deixaram ao menos 12 mortos no Estado. Muitas cidades estão sem energia elétrica

iG São Paulo |

Agência RBS
Família e amigos velam corpos de mortos em deslizamento em Igrejinha (RS)
Os corpos das vítimas do deslizamento de terra que destruiu cinco casas em Igrejinha, no Vale do Paranhana, no Rio Grande do Sul, estão sendo velados neste domingo, no Parque Almiro Grings - onde ocorre a Oktoberfest da cidade. O governador Tarso Genro esteve no local por volta das 9h para prestar solidariedade aos amigos e familiares das vítimas.

As chuvas deixaram um total de 12 mortos no Estado, além de 11 feridos, 400 desalojados, 403 deslocados, 86 desabrigados. Os temporais afetaram mais de 36,4 mil pessoas.

Até a noite de sábado, sete corpos haviam sido retirados dos escombros das casas que desabaram - dois de mulheres (41 anos e 43 anos), um de um homem (42 anos), dois de crianças (9 e 11 anos), um de uma jovem (19 anos) e e um de outro jovem, cuja idade não foi divulgada.

Outras cinco pessoas morreram por conta das chuvas no Rio Grande do Sul. Em Novo Hamburgo, três crianças morreram soterradas após o desabamento de uma casa. Em Fazenda Vilanova, no Vale do Taquari, um galpão caiu e atingiu um agricultor de 67 anos. Outro homem morreu eletrocutado, em Sapucaia do Sul.

Estado de emergência

Segundo a Defesa Civil Estadual, dois municípios decretaram situação de emergência: Taquari e Pareci Novo. Outras dez cidades enviaram Notificação Preliminar de Desastre (Nopred) e podem decretar estado de emergência nos próximos dias. São elas: São Paulo das Missões, Piratini, Igrejinha, Ivoti, Montenegro, Santa Cruz do Sul, Fazenda Vila Nova, Paverama, Tabaí e Cacequi (no Vale do Jaguari).

Mais de 7 mil pessoas continuavam sem energia elétrica na manhã deste domingo. O número de consumidores sem luz elétrica chegou a 64 mil.

Na área atendida pela AES Sul, 4.200 consumidores estavam com o serviço interrompido, por volta das 10 horas. Os municípios gaúchos afetados são: Estrela, Sapucaia, Canoas, Montenegro, Dois Irmãos, São Leopoldo e Sapiranga. Equipes da empresa trabalham para normalizar o fornecimento de energia.

A Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE) tem 3 mil clientes sem energia elétrica em pontos isolados da Região Metropolitana. A Rio Grande Energia (RGE) informou que o serviço não foi restabelecido apenas para alguns moradores de áreas mais isoladas.

* Com AE

null

    Leia tudo sobre: chuvatemporalrio grande do sul

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG