Cancelamento de voos pega passageiros de surpresa em Porto Alegre

Viajantes tentam remarcar seu bilhete, mas sem saber se vão conseguir embarcar

Daniel Cassol, iG Rio Grande do Sul |

O cancelamento dos voos das companhias aéreas brasileiras devido à chegada das cinzas do vulcão chileno Puyehue pegou de surpresa os passageiros que tentaram embarcar nesta quinta-feira no aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre. Mesmo com as notas divulgadas pelas empresas na imprensa e por avisos pela internet, grande parte dos passageiros ficou sabendo da notícia quando chegou no aeroporto.

Leia também: Nuvem de cinzas suspende voos em aeroportos do Sul do País

"Está tudo cancelado? Por que, por causa do tempo?", questionava uma senhora a um funcionário da Gol. Em grande número, os atendentes da companhia se revezavam nas explicações sobre as causas do cancelamento.

Uma fila pequena se formou para a remarcação dos voos para esta sexta. "Remarcaram nosso voo para sexta, mas não tem nada certo. Dizem que pode ser que o voo não decole", disse a passageira Roberta Nazaret. Funcionários do Cientec em Porto Alegre, ela e o colega Sérgio Chamon passariam a sexta-feira e o final de semana em Brasília. A Cientec é uma fundação gaúcha de ciência e tecnologia.

Daniel Cassol/iG
Passageiros formam fila em balcão da Gol, em Porto Alegre
Roberta e Sérgio se queixavam de não terem sido avisados pela companhia sobre o cancelamento. "Podiam ter nos avisado. Ficamos sabendo só quando chegamos no aeroporto", contou Roberta.

Com voos de sexta-feira lotados, alguns mais azarados só conseguiram remarcar a passagem para o sábado. Os passageiros abordados pelo iG estavam sendo levados a hoteis pagos pelas empresas aéreas.

"Até agora, o atendimento está sendo perfeito", atestou o executivo Tiago Nascimento, do Rio de Janeiro. Ele e o colega Antonio Carlos Correa também não sabiam que os voos de Porto Alegre estavam sendo cancelados. "Na televisão, disseram que as cinzas estavam longe. Não sabíamos que iriam cancelar os voos", afirmou.

Para Antonio Carlos, o atraso no retorno ao Rio de Janeiro gerou mais um contratempo. Vascaíno, ele esperava chegar em casa para comemorar o título do seu time na Copa do Brasil, conquistado na quarta-feira. "Ia comemorar com a patroa, mas vai ter que ficar para outro dia", brincou.

No balcão da TAM, os voos para São Paulo do final da tarde ainda estavam liberados. A companhia cancelarias as chegadas e partidas a partir das 21 horas. Um funcionário da empresa disse que apenas os passageiros com o check in realizado terão direito a hospedagem.

Além de TAM e GOL, as empresas Azul, Webjet e NHT (que faz voos internos no Rio Grande do Sul) também cancelaram suas viagens.

    Leia tudo sobre: Rio Grande do SulPorto Alegreaeroportoscaos aéreo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG