Suposto assassino disse à polícia que a morte da esposa foi acidental durante uma briga; vizinhos acharam o cadáver

Após supostamente matar a própria esposa, um homem de 33 anos teria dormido ao lado do corpo por quatro noites na cama do casal para não levantar suspeitas dos vizinhos. O crime aconteceu na cidade de Cachoeiro do Sul, no Rio Grande do Sul, e está sendo investigado pela Delegacia da Mulher.

Brigada Militar foi acionada por vizinhos que desconfiaram do desaparecimento da mulher
Divulgação/Brigada Militar
Brigada Militar foi acionada por vizinhos que desconfiaram do desaparecimento da mulher

Alves foi preso em flagrante na segunda-feira (16) depois que vizinhos invadiram a casa e encontraram o corpo já em estado de decomposição sobre a cama do casal.

Segundo a polícia, o homem admitiu o crime, mas afirmou que a morte foi acidental após a mulher cair e bater a cabeça durante uma briga. Para não levantar suspeitas, ele fechou portas e janelas e manteve o corpo enrolado em cobertas sobre a cama.

Aos vizinhos que questionavam o sumiço da mulher, também de 33 anos, ele dizia que ela estava em casa, o que gerou desconfiança, já que ela não respondia aos chamados externos. Vizinhas do casal resolveram, então, esperar Alves sair para invadir a casa. A polícia foi chamada e o homem foi preso em flagrante.

Ainda de acordo com a polícia, o casal tem histórico de violência e segundo vizinhos era viciado em crack.

Relembre outros casos de crimes em família:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.