Corrida de pelados em Porto Alegre ganha teorias da conspiração em redes sociais

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Nas últimas duas semanas, três mulheres e um rapaz correram pelados em localidades movimentadas da capital gaúcha

Nas últimas semanas, quatro casos de nudez pública foram registrados em Porto Alegre. As ocorrências geraram bastante alvoroço nas redes sociais e as pessoas começaram a especular os motivos que levaram as peladas e o pelado a correrem pelas avenidas da capital gaúcha.

Mais: "Corrida nua" vira moda em Porto Alegre e tem evento nas redes sociais

Internautas criam teorias da conspiração para explicar casos de nudez pública em Porto Alegre. Foto: ReproduçãoInternautas criam teorias da conspiração para explicar casos de nudez pública em Porto Alegre. Foto: ReproduçãoInternautas criam teorias da conspiração para explicar casos de nudez pública em Porto Alegre. Foto: ReproduçãoInternautas criam teorias da conspiração para explicar casos de nudez pública em Porto Alegre. Foto: ReproduçãoInternautas criam teorias da conspiração para explicar casos de nudez pública em Porto Alegre. Foto: ReproduçãoInternautas criam teorias da conspiração para explicar casos de nudez pública em Porto Alegre. Foto: ReproduçãoInternautas criam teorias da conspiração para explicar casos de nudez pública em Porto Alegre. Foto: ReproduçãoInternautas criam teorias da conspiração para explicar casos de nudez pública em Porto Alegre. Foto: Reprodução

Leia também:
Mais uma mulher é flagrada correndo nua em Porto Alegre
Mulher caminha nua por Porto Alegre em protesto contra o governo; assista

Casos

O último caso ocorreu no domingo (9), quando uma mulher foi flagrada correndo nua nas imediações do Palácio Piratini, na região central da cidade. Um fotógrafo registrou a cena que mostrava a mulher apenas com tênis, boné e óculos escuros. No mesmo dia, um rapaz também tirou a roupa no final da tarde em forma de protesto.

Outros dois casos aconteceram nos últimos doze dias. Na quinta-feira (6), uma mulher resolveu tirar a roupa e caminhar completamente nua, em meio à chuva, pela Terceira Perimetral, uma das avenidas mais movimentadas.

No dia 30 de outubro, o primeiro caso foi registrado no parque Moinhos de Vento. A mulher que corria pelada e descalça foi abordada pela Brigada Militar e levada para uma clínica psiquiátrica.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas