Marcha das Vadias reúne ao menos 600 pessoas na região central de Porto Alegre

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Manifestantes queimaram sutiãs e outros materiais no meio da rua; nada grave foi registrado durante o ato, segundo a polícia

Ao menos 600 pessoas foram às ruas do centro de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, neste domingo (27) para participar da Marcha das Vadias, de acordo com estimativa da polícia militar. Não foram registradas ocorrências graves durante a quarta edição do ato na capital gaúcha.

2013: Marcha das Vadias reúne cerca de mil pessoas em SP e pede o 'fim do silêncio'

O grupo iniciou a marcha no Parque da Redenção, região Central de Porto Alegre, por volta das 16h. Depois, eles seguiram pela Avenida João Pessoa até chegar ao Colégio Júlio de Castilhos. Ali, parte dos manifestantes foi até a Delegacia da Mulher e a outra ao bairro Cidade Baixa.

RJ: Grupo organiza Marcha das Vadias ao lado de fiéis da JMJ em Copacabana

Foi realizado em Porto Alegre a quarta Marcha das Vadias, que reuniu ao menos 600 pessoas. Foto: Futura PressMulheres com os seios a mostra levaram cartazes contra a violência a mulher na capital gaúcha e em outros lugares do Brasil. Foto: Futura PressAtivistas durante a quarta edição da Marcha das Vadias em Porto Alegre, Rio Grande do Sul. Foto: Futura PressMulheres pintaram seus corpos e cobriram parte do rosto durante a Marcha das Vadias, em Porto Alegre. Foto: Futura PressManifestantes se reuniram em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, para a Marcha das Vadias. Foto: Futura PressAtivistas queimaram sutiãs e outros materiais durante a Marcha das Vadias, no Rio Grande do Sul. Foto: Reprodução/Facebook

Parte dos ativistas fechou o trânsito na Avenida Loureiro da Silva, bairro Cidade Baixa, após manifestação em frente a um bar. Mais tarde, os ativistas queimaram garrafas e outros materiais no meio da rua. Houve reclamação dos moradores. 


compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas