Temporal provoca três mortes no RS

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Mãe e bebê de sete meses foram vítimas de deslizamento de terra; desabamento de estufa de fumo matou uma mulher e deixou o filho dela, de 1 ano e meio, desaparecido

Agência Estado

Dois desastres provocados pelo temporal de segunda-feira (11) mataram três pessoas e deixaram uma desaparecida no Rio Grande do Sul. Além disso, há 2,9 mil desalojados em diferentes regiões do Estado e prejuízos ainda não calculados em parreirais e pomares da serra do nordeste.

Conheça a nova home do Último Segundo

Luciano Leon/Futura Press
Porto Alegre também registrou alagamentos

Em Bom Princípio, no Vale do Rio Caí, um deslizamento de terra matou Sabrina Ost, de 19 anos, e a filha dela, Kamily de Oliveira, de sete meses. O companheiro da jovem e pai da criança, Roni de Oliveira, 22 anos, ficou ferido. A casa em que a família vivia foi soterrada pelo deslocamento de terra de um morro próximo, causado pela infiltração de água da chuva que havia caído durante o dia.

Durante a tarde, em Candelária, no Vale do Rio Pardo, uma estufa de fumo desabou e matou Vanusa Nunes. O corpo foi encontrado por volta das 20 horas. As equipes de resgate seguem buscando um filho da vítima, uma criança de um ano e seis meses, que está desaparecida.

Leia tudo sobre: brasilchuvatemporalrio grande do sul

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas