Chuvas desabrigam mais de 1.500 pessoas

Por Agência Brasil |

compartilhe

Tamanho do texto

Devido às cheias dos rios, três pontes foram interditadas. Uma pessoa está desaparecida e uma ferida no RS

Agência Brasil

Marcio Rodrigues/Futura Press
Quase 800 pessoas também estão desalojadas

As fortes chuvas que atingem o Rio Grande do Sul há três dias já deixaram mais de 1,5 mil pessoas desabrigadas e quase 800 desalojadas, informou neste domingo (25) a Defesa Civil do estado.

Leia também:
Ciclista morre após ser atropelado em SP
Acidente com ônibus deixa 2 mortos e 32 feridos em MG

De acordo com o órgão, as cidades mais afetadas são Porto Alegre, Rolante, Igrejinha, Parobé, Esteio, São Sebatião do Caí, Imbé, São Francisco de Paula, Bento Gonçalves, Cotiporã, Venâncio Aires, Lajeado, Colinas, Estrela, Cruzeiro do Sul, Arroio do Meio, Taquari, Bom Retiro do Sul e Encantado.

Devido às cheias dos rios, três pontes foram interditadas nos municípios de Coptiporã, Arvorezinha e Anta Gorda. Os agentes da Defesa Civil estão monitorando a subida dos rios, em especial osrios Caí, Taquari e Paranhana.

Ainda de acordo com a Defesa Civil gaúcha, no município de São Francisco de Paula uma pessoa está desaparecida e uma ferida. O Departamento Autônomo de Estradas e Rodagem (Daer) divulgou alerta de interdição da estrada ERS-020, entre os quilômetros 21 e 22 (parada 100 e 101), devido à cheia do Rio Grande do Sul. O trecho está bloqueado nos dois sentidos.

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas