Mulher feita refém pelo ex-marido morre em hospital do Rio Grande do Sul

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

De acordo com hospital, Rosemeri da Silva Anori, de 51 anos, que ficou mais de 20 horas refém do marido em Sapucaia do Sul, teve uma parada cardíaca e não resistiu

Agência Estado

A mulher que foi feita refém por mais de 20 horas pelo ex-marido, em Sapucaia do Sul, região metropolitana de Porto Alegre, morreu às 09h18 desta quinta-feira (06). De acordo com Fundação Hospitalar Getúlio Vargas, onde ela estava internada, Rosemeri da Silva Anori, de 51 anos, teve uma parada cardíaca e não resistiu.

O caso: Ex-marido morre e mulher fica ferida após cárcere privado de mais de 20h no RS

Por volta das 10h30 desta terça, dia (04), o seu ex-companheiro, Jerry Éder Aguiar de Oliveira, de 41 anos, invadiu a cada de Rosemeri e manteve a mulher sob cárcere privado até às 7h de quarta, 5. O neto da mulher, de apenas 26 dias e que também estava na casa, foi libertado ainda na terça-feira.

Após negociar com o sequestrador através de vários telefonemas, a Brigada Militar desconfiou de um período de silêncio de Oliveira e invadiu a casa. Ele havia se enforcado e os policiais encontraram a mulher inconsciente sobre um sofá.

Segunda a Polícia, a mulher não apresentava batimentos cardíacos, mas foi reanimada e encaminhada ao hospital, em estado grave. Oliveira já possuía histórico de agressões à ex-mulher.

Leia tudo sobre: rio grande do sulsapucaia do sulrefém

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas