Tribunal de Justiça separa processos de réus do incêndio em Santa Maria

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Quatro acusados por homicídio doloso serão julgados separadamente dos outros acusados de fraude processual e falso testemunho. Medida visa dar mais agilidade aos processos

Agência Estado

O Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul determinou nesta segunda-feira, (03), a divisão dos processos dos acusados pelo incêndio na boate Kiss, em Santa Maria. Os quatro acusados por homicídio doloso (quando há a intenção de matar) serão julgados separadamente dos outros acusados de fraude processual e falso testemunho. A intenção da Justiça é dar maior agilidade aos processos, principalmente dos casos que não respondem por homicídio.

Leia também:
Justiça revoga prisão e músicos e donos na boate Kiss vão responder em liberdade
Familiares protestam contra liberação dos acusados pela tragédia na boate Kiss

Vinícius Costa/Futura Press
Fachada da boate em Santa Maria (RS)

De acordo com o TJ, a comprovação dos crimes de fraude processual, cometido pelos bombeiros Gerson da Rosa Pereira e Renan Severo Berleze, e de falso testemunho, cometido pelo ex-sócio da boate Elton Cristiano Uroda e pelo contador Volmir Astor Panzer, depende apenas de provas documentais.

Já os acusados pela morte de 242 vítimas, os dois sócios da boate (Elissandro Spohr e Mauro Hoffmann) e dois integrantes da banda Gurizada Fandangueira (Marcelo dos Santos e Luciano Augusto Leão), responderão diante de um Tribunal do Júri. Presos desde a tragédia, em janeiro deste ano, eles tiverem a liberdade provisória decretada pelo próprio TJ na última quarta-feira, 29.

Mais:
Vítimas: Morre 242ª vítima de tragédia em boate de Santa Maria
Processo: Juiz aceita denúncia do MP contra oito acusados pelo incêndio da Kiss

O Juiz Ulysses Louzada, da 1ª Vara Criminal de Santa Maria, pediu tanto à promotoria quanto à defesa que diminuam o número de testemunhas do processo - o número máximo de testemunhas é de 16. Os sobreviventes da tragédia prestam depoimento à Justiça entre a última semana deste mês e o início de julho.

Veja especial do iG sobre o incêndio em Santa Maria
Imagens: Vídeos mostram o momento em que começou o incêndio na casa noturna

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas