Governo do RS retira outras marcas de leite do mercado

Por Agência Estado |

compartilhe

Tamanho do texto

Foram retirados do mercado novos lotes de leite da marca LatVida, Hollmann, Goolac, Só Milk e do fabricante VRS.

Agência Estado

A Coordenação de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Cispoa), da Secretaria da Agricultura do Rio Grande do Sul, determinou a retirada de novos lotes do leite LatVida, Hollmann, Goolac, Só Milk e do fabricante VRS - Indústria de Laticínios. Segundo a Secretaria, os lotes estão sendo retirados para resguardar a saúde dos consumidores.

Leia mais:

Operação prende 8 acusados de adulterar leite no RS; empresa é interditada

Polícia faz busca por nove suspeitos de adulterar leite no Rio Grande do Sul

A operação que detectou contaminação do leite comercializado no Rio Grande do Sul já havia resultado em apreensão nesta quarta (8). Após análise de amostras realizadas em janeiro pelo laboratório oficial da pasta foi possível identificar a presença do formol em seis lotes de leite UHT da marca Italac; em um lote de leite Líder, produzido em de dezembro do ano passado e em um lote do leite UHT Mu-Mu, de janeiro deste ano.

Todos os lotes problemáticos foram recolhidos de circulação.A lista com os lotes retirados do mercado está no site da Secretaria de Agricultura do Rio Grande do Sul.

Procurado por fraude no leite se apresenta à Polícia

O empresário Paulo César Chiesa, nono suspeito de participação na fraude do leite detectada pelo Ministério Público do Rio Grande do Sul,  se apresentou à Polícia Civil, em Ibirubá, nesta quinta-feira (9) e explicou que não foi encontrado antes, porque estava fora de seu domicílio. Com a apresentação do empresário, todos os nove mandados de prisão preventiva expedidos pela Justiça foram cumpridos.

Duas das oito pessoas apontadas como responsáveis pela adulteração do produto foram liberadas depois de prestar depoimento.

A investigação apontou que diferentes grupos de transportadores, costumavam acrescentar água tirada de poços e uréia ao leite que compravam de produtores rurais e revendiam à indústria para beneficiamento. Com isso, aumentavam o volume do produto e também seus rendimentos.


Leia tudo sobre: rio grande do sulleite contaminado

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas