Inspeção deve indicar o ponto inicial do incêndio que causou a morte de 237 pessoas em Santa Maria, no RS. Conclusões da tragédia devem ser divulgadas no final deste mês

Agência Brasil

Nos próximos dias, técnicos do Instituto Geral de Perícias (IGP) do Rio Grande do Sul vão apresentar novos detalhes sobre o incêndio na boate Kiss , em Santa Maria, no interior do estado. Os peritos chegaram ao local no início desta manhã. O resultado dessa nova perícia ainda não tem data para ser divulgado.

Novo depoimento: Dono da boate Kiss deve receber alta nesta terça-feira

Com essa nova inspeção, os agentes pretendem identificar dados que indiquem o ponto inicial do incêndio que causou a morte de pelo menos 237 pessoas . Eles querem também confirmar os depoimentos de testemunhas, dos proprietários da boate e de outras pessoas que teriam algum envolvimento com as instalações do local e com a autorização de funcionamento da casa.

Algumas pessoas que prestaram informações à polícia podem ser novamente ouvidas quando a inspeção estiver concluída. Novos depoimentos continuam sendo acompanhados pelos agentes de segurança pública. De acordo com a assessoria da Polícia Civil gaúcha, as conclusões sobre o incidente só devem ser apresentadas no final do mês de fevereiro, quase 30 dias depois do incêndio.

Galeria: Saiba quem são as vítimas da tragédia de Santa Maria
Infográfico: Saiba como aconteceu o incêndio na boate

Além disso, a Secretaria Nacional de Defesa Civil reconheceu nesta terça-feira a situação de emergência no município de Santa Maria. O decreto publicado no Diário Oficial da União pode significar a dispensa de licitação para a compra de alguns produtos ou a contratação de serviços emergenciais.

Pelo último balanço divulgado pela Secretaria de Saúde do Rio Grande do Sul, 93 pessoas feridas no incêndio permanecem hospitalizados. De acordo com o boletim do órgão, o número de pacientes que respiram com ajuda de aparelhos caiu de 35 para 29.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.