Marcelo Arigony compartilhou fotografia que revela ocorrência de apresentações pirotécnicas na boate. Ontem (30), defesa afirmou que casa nunca recebeu atrações com uso de fogo

O delegado Marcelo Arigony, responsável pelas investigações da tragédia de Santa Maria, postou em sua página do Facebook, na madrugada de quinta-feira, uma foto de uma festa dentro da boate Kiss durante um show de pirotecnica. Um incêndio na boate matou mais de 230 pessoas e feriu centenas no último domingo (27), na cidade de Santa Maria, no Rio Grande do Sul. 

Investigação: DJ presta depoimento e confirma superlotação da Kiss na hora do incêndio
Delegado que investiga incêndio deixou férias e apura mortes de prima e alunos

Rede social do delegado regional Marcelo Arigony, que investiga a tragédia da boate Kiss
Reprodução/Facebook
Rede social do delegado regional Marcelo Arigony, que investiga a tragédia da boate Kiss

No seu mural, o delegado afirmou que recebeu a imagem no próprio Facebook. "Tirem suas próprias conclusões", disse. A foto, tirada pelo fotógrado Vinícius Zappe, mostra dois profissionais da equipe Fuel Entretenimento - especializada em shows pirotécnios na cidade - segurando latas de aerosol que produziam altas labaredas de fogo. Ao fundo, uma televisão com o logo da Kiss confirma a localização. 

Prefeito se antecipa a tragédia e diz: "Quem não fiscalizar deve perder mandato”
Confira a cobertura completa do iG sobre o incêndio em Santa Maria
Relembre: 'Ação dos bombeiros foi desastrosa, infeliz e inoperante', diz advogado

Defesa

Jader Marques, advogado de Kiko Spohr, um dos sócios da boate, afirmou em coletiva na quarta-feira (30) que seu cliente não tinha conhecimento apresentações com uso de fogo dentro da Kiss . Ele tentou ainda inocentar seu cliente pela utilização irregular sinalizador dentro da boate.

Sobre a apresentação do último domingo da banda Gurizada Fandangueira, o advogado afirmou que o sócio não sabia que o músico usaria o sinalizador durante um show. "A banda já tocou no local várias vezes e nunca usou o sinalizador. Ele não sabia que eles iriam fazer isso", disse durante a coletiva. 

Apresentações sem fogo

Apenas duas horas depois da postagem do delegado, a equipe Fuel Entretenimento divulgou uma nota em sua página dizendo que "não serão mais utilizados materiais de pirofagia em suas apresentações". Segundo a empresa, "ainda que tenha trabalhado com uma atenção especial à segurança", foi necessário repensar as atividades realizadas. 

Reprodução do anúncio na página da Fuel Entretenimento
Reprodução/Facebook
Reprodução do anúncio na página da Fuel Entretenimento

Leia a nota completa da empresa:

"A Fuel entretenimento informa a decisão de que não serão utilizados materiais de pirofagia em suas apresentações, animações e intervenções.  Ainda que sempre tenha trabalhado com uma atenção especial à segurança, sentimos a necessidade de repensar as atividades realizadas.

A Fuel, uma empresa nascida em Santa Maria, sente e lamenta a perda de diversos amigos, irmãos e de todos, muitos dos quais por vezes estiveram conosco, nos permitindo fazer parte de suas vidas. Apoiamos ainda às diversas empresas que estão tomando a correta atitude de por de lado estes materiais.

Esperamos que nossos, mais do que clientes, nossos amigos compreendam as medidas adotadas, que visam apenas proporcionar opções seguras de intensidade, energia e animação.
Por fim, desejamos às famílias, acima de tudo, força. Força para que consigamos seguir em frente neste momento que é tão difícil para todos nós.

Fuel Entretenimento."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.