Presidenta falou novamente, hoje após encontro com prefeitos, sobre o incêndio que matou mais de 230 pessoas em um boate em Santa Maria, no Rio Grande do Sul

Agência Brasil

Emocionada e com a voz embargada, a presidenta Dilma Rousseff pediu que os prefeitos de todo o País atuem para evitar a repetição de tragédias como o incêndio em Santa Maria (RS) . Na abertura do Encontro Nacional de Novos Prefeitos, em Brasília, Dilma conclamou os gestores de todas as esferas de Poder para assumirem a responsabilidade de fiscalizar locais públicos e de concentração de pessoas.

Leia também:
Dilma retorna a Brasília após visitar familiares de vítimas de incêndio no Sul

Dilma Rousseff durante cerimônia de abertura do Encontro Nacional com os novos Prefeitos e Prefeitas
Roberto Stuckert Filho/PR
Dilma Rousseff durante cerimônia de abertura do Encontro Nacional com os novos Prefeitos e Prefeitas

“Falo da dor para lembrar responsabilidade que todos nós, do Poder Executivo, temos com a população. Diante da tragédia, temos de assegurar que ela jamais se repetirá”, disse a presidenta ao abrir o encontro.

Antes de iniciar o discurso, Dilma pediu um minuto de silêncio em homenagem aos 231 mortos no incêndio na discoteca Kiss. Ela ressaltou que a pior consequência da tragédia foi ter impedido pessoas jovens de concluírem os estudos e desenvolver o potencial no mercado de trabalho.

“[As vítimas] eram jovens. Tinham sonhos. Podiam ser nossos futuros prefeitos e prefeitas, presidentes e presidentas, cientistas, agrônomos, psicólogos e juízes. Eles podiam ser os filhos e netos de cada um de nós”, disse Dilma.

Infográfico: Veja como aconteceu o incêndio na boate Kiss
Galeria : Saiba quem são as vítimas do incêndio em boate de Santa Maria

A presidenta citou a visita que fez aos parentes das vítimas na tarde de domingo (27), ressaltando ter ficado emocionada com os relatos de pais que perderam os filhos na tragédia. “Eles [os mortos] infelizmente não tiveram oportunidade de cumprir o sonho de cada mãe. A dor que presenciei é indescritível”, disse a presidenta. Ela destacou que o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, não pôde comparecer ao encontro dos prefeitos. Segundo Dilma, o ministro permanecerá em Santa Maria até que sejam esclarecidas as circunstâncias do incêndio.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.