Com o fim do velório coletivo, a estrutura montada no centro desportivo da cidade começou a ser desmontada pela prefeitura e pela Defesa Civil

Agência Brasil

Agência Brasil

Após 24 horas, o velório coletivo das vítimas do incêndio na boate Kiss terminou no Centro Desportivo Municipal de Santa Maria. Pouco depois das 16h, o último corpo, de Natana Pereira Canto, foi levado para enterro. Minutos antes, os corpos de João Carlos Barcelos da Silva e Walter D’Ávila de Melo Cabistani foram levados para o Cemitério Ecumênico Municipal.

Infográfico: Veja como aconteceu o incêndio na boate Kiss
Galeria : Saiba quem são as vítimas do incêndio em boate de Santa Maria

As famílias dos três precisaram aguardar o horário livre no cemitério, devido à intensa movimentação com os enterros das vítimas da tragédia que foram sepultadas na cidade. “Eu não estou revoltado, mas é uma coisa que podia ter sido evitada”, disse o pai de Natana, José Joel Canto, durante o velório.

Com o fim do velório coletivo, a estrutura montada no centro desportivo começa a ser desmontada pela prefeitura e pela Defesa Civil. As sobras de doações de alimentos e água destinadas às famílias que ficaram reunidas no ginásio serão enviadas a instituições de caridade atendidas pela prefeitura.

Mais: "Temos de assegurar que tragédias como essa jamais se repetirão", diz Dilma

A partir de agora, as informações sobre o estado de saúde dos feridos ficarão concentradas na Secretaria de Saúde do município. A Polícia Civil e a promotoria do município darão encaminhamento ao inquérito e às investigações sobre as responsabilidades pelo incêndio.

Pouco antes do último corpo ser levado para o enterro, o segundo sócio da Boate Kiss se entregou à polícia. Mauro Hoffman já tinha a prisão preventiva decretada e agora presta depoimento na Delegacia Regional de Santa Maria

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.