Filho de vítima levava o caixão com corpo da mãe para Parobé, a 70 quilômetros da capital gaúcha, quando recebeu o telefonema informando do erro e teve de voltar para desfazer troca

Estadão Conteúdo

Agência Estado

A família da dona de casa Maria de Fátima Machado, 58 anos, morta na terça-feira (22) por causa de um acidente vascular cerebral, recebeu o corpo de outra pessoa do Hospital de Clínicas de Porto Alegre. O incidente ocorreu na quarta-feira (23).

Leia também: Justiça do Rio condena Santa Casa de Misericórdia por troca de corpos

Um filho da mulher foi ao hospital retirar os restos mortais, mas passou mal e não fez o reconhecimento. Quando estava levando o caixão para Parobé, a 70 quilômetros da capital gaúcha, recebeu um telefonema do hospital informando do erro e teve de voltar para desfazer a troca.

Em nota, o hospital reconheceu que houve uma "falha" e disse que tomou todas as medidas necessárias para reparar a situação. O corpo foi sepultado nesta quinta-feira em Parobé.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.