Polícia apreende adolescentes suspeitos de atear fogo em catador no RS

Adolescentes declararam que queriam dar um susto no catador. Todos vão aguardar em liberdade pela conclusão da investigação

Agência Estado |

Agência Estado

Quatro adolescentes com idades entre 13 e 15 anos confessaram nesta terça-feira (25) que atearam fogo no catador de papeis Carlos Miguel dos Santos, 45 anos, morto no domingo por causa das queimaduras, em Caxias do Sul (RS). Acompanhados dos pais, eles contaram à Polícia Civil que queriam dar um susto na vítima.

Leia também:  Presos acusados de atear fogo em moradores de rua no DF

Todos vão aguardar em liberdade pela conclusão da investigação. O caso será remetido ao Departamento Estadual da Criança e do Adolescente, que poderá pedir a apreensão do grupo.

A ação dos adolescentes ocorreu na sexta-feira (21). A polícia descobriu que os jovens haviam furtado uma faca do catador e devolvido a ele diante da promessa de um repasse de R$ 2 para os quatro. Como o homem não teria cumprido o acordo, os garotos decidiram assustá-lo.

Para isso, compraram R$ 2 em gasolina, entraram no barraco do catador, que estava dormindo, despejaram o combustível sobre ele e riscaram um fósforo. A vítima foi levada para um hospital, com queimaduras em 80% do corpo, e morreu no domingo.

    Leia tudo sobre: caxias do sulrio grande do suladolescentes

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG