Caminhoneiros protestam em várias regiões gaúchas

Motoristas queimam pneus em rodovias federais; manifestações são uma reação contra regulamentação da profissão aprovada pela Agência Nacional de Transportes Terrestres

Agência Estado |

Agência Estado

Caminhoneiros promoveram nesta quinta-feira uma série de protestos rápidos em diferentes regiões do Rio Grande do Sul. Durante a madrugada houve queima de pneus sobre a pista de rodovias federais em Pelotas, no sul, e Júlio de Castilhos e Santa Maria, na região central do Estado.

Leia também:   Paralisação atinge nove Estados, mas não afeta abastecimento

A polícia federal constatou que os manifestantes atearam o fogo, mas não ficaram no local. Ao longo do dia, caminhões que trafegavam na BR-392, entre Pelotas e Rio Grande, foram apedrejados.

Os atos foram atribuídos pela Polícia Rodoviária Federal a grupos autônomos. O Movimento União Brasil Caminhoneiro (MBUC), que havia convocado uma greve para quarta-feira, promoveu um "buzinaço", com a participação de dezenas de motoristas a bordo de seus caminhões, por ruas da zona norte de Porto Alegre.

As manifestações são uma reação contra medidas de regulamentação da profissão da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

    Leia tudo sobre: ECONOMICOECONOMIA

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG