RS teve 53 motoristas presos no final de semana

Pelo menos 53 motoristas foram presos no Rio Grande do Sul no segundo fim de semana de tolerância zero do álcool ao volante. Tanto o chefe do núcleo de comunicação social da Polícia Federal, Alessandro Castro, quanto o comandante-geral da Brigada Militar (a polícia militar gaúcha), coronel Paulo Mendes, acreditam que os condutores de veículos ainda não estão levando a sério a nova lei.

Agência Estado |

"Talvez eles tenham achado que não era para valer", comentou Castro. "Espero que não persistam no erro".

A Polícia Rodoviária Federal reforçou a fiscalização no Estado convocando um efetivo 10% maior do que o de outros fins de semana. Com isso, cerca de 170 agentes trabalharam nas estradas federais gaúchas. Em todo o Estado, 31 motoristas abordados apresentaram algum índice de embriaguez. Os 22 que estavam acima do limite foram presos. A região que teve o maior número de ocorrências foi a metropolitana de Porto Alegre, com nove prisões. As barreiras da Brigada Militar prenderam outras 31 pessoas em estradas estaduais e municipais.

Em Santa Maria, o motociclista Tiago do Nascimento não obedeceu o sinal de parada obrigatória dado por policiais rodoviários em três barreiras. Uma equipe de policiais passou a perseguir o condutor, até conseguir detê-lo no centro da cidade. Feitos os testes, comprovou-se que Nascimento tinha 0,77 miligrama de álcool por litro de sangue e não tinha habilitação para pilotar uma motocicleta, que foi apreendida. O motociclista foi presos e terá de pagar R$ 2.820,00 em multas. Além disso, terá 55 pontos anotados em sua carteira de habilitação.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG