A Secretaria de Saúde do Rio Grande do Sul confirmou hoje seis mortes causadas pelo vírus Influenza A (H1N1), conhecida como gripe suína. Até o momento, o Estado contabiliza 105 mortes decorrentes da doença.

Os pacientes passaram a sentir os primeiros sintomas da doença na última semana de julho. As vítimas, cinco mulheres de 15, 22, 26, 45 e 19 anos, e um homem de 25 anos, eram de Cruz Alta, Porto Alegre, Pelotas e Santa Maria.

Hoje, em Santa Catarina, Estado vizinho, a Secretaria da Saúde confirmou mais 12 mortes decorrente do vírus influenza A (H1N1), a gripe suína. Com isso, subiu para 32 o número de óbitos provocados pela doença no Estado. Segundo a secretaria, das 12 vítimas fatais confirmadas nesta terça, nove apresentavam doenças que comprometiam o sistema imunológico. Outras 106 mortes estão sob investigação no Estado, que já registra 320 casos de gripe suína. Os exames de Santa Catarina estão sendo analisados pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.