Roupas justas, lantejoulas e cintos japoneses nas passarelas de Paris

A grife Balmain espera um inverno com muito brilho, em minivestidos justos mais apropriados para festas do que para se proteger do frio, segundo o desfile desta quinta-feira nas passarelas de Paris.

AFP |

O estilista da Christophe Decarnin, por sua vez, criou looks para uma mulher dinâmica e sexy, vestida com uma jaqueta de ombros largos e pontiagudos.

As saias e os vestidos são curtíssimos, com lantejoulas prateadas e bordados de tule negra. As lantejoulas também adornam as simples camisetas brancas, que acompanham calças curtas e justas, e desenham listras em um casaco estilo navy.

Longe do universo glam rock evocando a década de 80, Hiroko Koshino, que voltou nesta temporada a Paris após 15 anos de ausência, propôs uma coleção inspirada na cultura japonesa, através de variações do obi, tradicional cinto de tecido que prende os quimonos - e passa diferentes mensagens, dependendo de como é amarrado.

O obi marca a cintura e contorna o ombro, destacando-se no visual com estampas fortes e cores contrastantes. Ondas, flores e aves são algumas das imagens trazidas pelo cinto milenar, que dá um toque poético ao look invernal.

O coreano Lie Sang Bong também apresentou uma coleção luxuosa e chamativa.

Roupas justas no melhor estilo "mulher gato", com estampas de tigre, vestidos de ombros bufantes ou com franjas. O couro negro cobre uma calça ultracolada ao corpo e botas altas até os joelhos, com trench coats multicoloridos, dourados e prateados.

Muito mais discreto, o francês Michel Klein fez um desfile no qual predomina a lã, trabalhada em ondas grossas, como em um bolero, jogado sobre um elegante vestido de tule negra.

Michel Klein ama o negro, e propõe enfeites com laços, tachinhas e correntes sobre calças justas.

sd.mc/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG