Roubos deixam 2 mortos e 4 feridos na zona norte do Rio

Duas pessoas morreram, entre elas uma universitária, e pelo menos quatro ficaram feridas na noite de quinta-feira em três assaltos na zona norte da capital fluminense.

Agência Estado |

A estudante de Direito Silvânia Maria de Santana Vieira foi morta na Vila da Penha por dois criminosos ao deixar um restaurante. A outra vítima é um suspeito de tentar roubar passageiros de um ônibus na Avenida Brasil.

A estudante de 37 anos foi morta após deixar um restaurante acompanhada do marido e do filho de 5 anos. Ela foi abordada pela dupla, que havia acabado de descer de uma lotação. A reação de susto de Silvânia fez com que um dos criminosos atirasse, atingindo o pescoço e a cabeça da vítima.

Mesmo levada para o Hospital Estadual Getúlio Vargas, Silvânia não resistiu. Os criminosos ainda balearam o taxista Luciano Fontes de Oliveira, de 37 anos, que teria atropelado um deles durante a fuga. Ferido na barriga, ele foi levado para o mesmo hospital.

Os bandidos ainda roubaram uma picape antes de deixar o local. O veículo foi recuperado pela Polícia Militar (PM) na Favela Furquim Mendes, no Jardim América, também na zona norte. O caso foi registrado na delegacia de Vicente de Carvalho (27ªDP).

Tijuca

A modelo Fabiana Andrade - ex-musa do quadro "A Banheira do Gugu" - e o marido dela, um policial civil, foram alvos de três assaltantes na saída de uma academia de ginástica na Barra da Tijuca, também na zona norte da cidade.

Armado, o marido da Fabiana reagiu, atingindo um dos suspeitos nas pernas e na barriga. Os outros dois fugiram levando a bolsa e o celular da modelo. O baleado segue internado no Hospital Geral do Andaraí. O casal, que saiu ileso, prestou depoimento na delegacia de Vila Isabel (20ª DP).

Ainda na quinta-feira, dois criminosos foram baleados, sendo que um deles morreu, e um passageiro ficou ferido no início da noite, durante um assalto a um ônibus na pista sentido Campo Grande da Avenida Brasil, próximo ao Hospital Geral de Bonsucesso.

O tiroteio teve início após um policial militar à paisana dar voz de prisão aos criminosos no momento em que um deles rendia o cobrador. O suspeito baleado morreu no local. O passageiro passou por cirurgia e não corre mais risco. O caso foi registrado na delegacia de Bonsucesso (21ªDP).

Leia mais sobre: Rio de Janeiro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG