se recusa da deixar o Palácio dos Leões, sua residência oficial e sede do governo." / se recusa da deixar o Palácio dos Leões, sua residência oficial e sede do governo." /

Roseana Sarney toma posse no Maranhão, mas Lago não quer deixar sede do governo

MARANHÃO - A ex-senadora Roseana Sarney (PMDB) tomou posse no governo do Maranhão no início da tarde desta sexta-feira. Roseana vai substituir Jackson Lago (PDT), que teve o mandato cassado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e, segundo sua assessoria, http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2009/04/17/lago+se+recusa+a+deixar+palacio+do+governo+diz+assessoria+5592044.htmlse recusa da deixar o Palácio dos Leões, sua residência oficial e sede do governo.

Redação com Agência Estado |

Antes de tomar posse, Roseana foi diplomada como governadora pelo presidente em exercício do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Estado, desembargador José Joaquim Figueiredo dos Anjos.

Antes de assumir o governo do Maranhão, Roseana enviou carta de renúncia ao Senado, a qual foi lida nesta manhã pelo senador Heráclito Fortes (DEM-PI). No lugar dela no Senado, irá assumir o suplente Mauro Fecury. Lago deve recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) para recuperar seu mandato. Roseana foi derrotada por Lago nas eleições de 2006

Agência Brasil
A nova governadora do Maranhão
A posse ocorre um dia após o julgamento do Tribunal Superior Eleitoral que confirmou a cassação de Jackson Lago (PDT) e seu vice, Luís Carlos Porto.

Lago, que assistiu ao julgamento do TSE pela TV, no Palácio dos Leões, ao lado de aliados, disse que a decisão foi uma "farsa". Nós acabamos de assistir a uma farsa, mas apesar disso é preciso serenidade neste momento, afirmou.

Já Roseana qualificou a decisão que a coloca no comando do Maranhão como justiça. Ela confirmou que já tem equipe montada para assumir o governo.

José Sarney

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), disse nesta sexta-feira que justiça foi feita no Maranhão. Decisão da Justiça é para ser cumprida, e uma grande justiça foi feita, disse.

A expectativa é que, apesar de assumir a vaga, Roseana se licencie nos próximos dias para fazer uma cirurgia.

Cassação

A cassação foi decidida em 4 de março, por cinco votos a dois. Na ocasião, a maioria dos ministros do TSE concluiu que Lago realizou comícios em cidades do interior do Maranhão para assinar convênios liberando verbas de modo a cooptar políticos com a sua candidatura.

O tribunal citou especificamente um comício realizado em Codó, em 16 de abril de 2006, e outro em Pinheiros, em 7 de maio do mesmo ano. Ao todo, o governo do Maranhão fechou 1.817 convênios com municípios e liberou R$ 806 milhões. Os ministros viram filmes nos quais apoiadores de Lago citavam a liberação de verbas ao mesmo tempo em que pediam votos para ele e contra Roseana. Entre eles, estava o então governador José Reinaldo Tavares, que apoiou Lago.

(colaborou Severino Motta, Santafé Idéias)

Leia mais sobre: Roseana Sarney

    Leia tudo sobre: jackson lagomaranhão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG