A Rosas de Ouro encerrou seu desfile aos 64 minutos, um minuto antes do tempo máximo permitido. A presidente da escola, Angelina Basílio, confessou ter sentindo um frio na barriga ao ver que, aos 60 minutos, um carro alegórico, uma ala e a bateria ainda não tinham cruzado a avenida.

Depois do fechamento dos portões, os integrantes comemoram muito o feito. Para Angelina, o desfile foi "tecnicamente perfeito". "Com certeza conseguiremos tirar o sonho de ser campeões do papel", acrescentou a presidente da escola, citando um trecho do samba-enredo "Bem-vindos à Fábrica dos Sonhos".

A Rosas não teve problemas durante o seu desfile e apresentou riqueza principalmente nos dois primeiros carros alegóricos, que retratavam personagens do universo infantil e do carnaval de antigamente, como duendes, pierrots e arlequins. A brincadeira se estendia à roupa dos diretores de ala, que orientam a evolução do desfile. Eles estavam vestidos com ternos que lembravam trajes de duendes, com gorros pontudos, camisas presas amarradas com cordões e botas.

O samba-enredo estava na ponta da língua de boa parte das pessoas, que assistiam o desfile das arquibancadas, mesmo dos torcedores rivais. A Rosas cumpriu a promessa de homenagear as agremiações do Grupo Especial e trouxe, em três alas, bandeiras das escolas de samba.

A plateia também vibrou com duas surpresas nos carros alegóricos. O segundo carro da escola, que trazia um enorme arlequim cor-de-rosa, lançou várias vezes ao longo do desfile serpentinas cor-de-rosa e papel picado prateado. O quarto carro a se apresentar representava o sonho da Rosas de Ouro de ser campeã e tinha efeitos especiais, como faíscas e fumaça.

Os integrantes da bateria, cuja madrinha foi a atriz Ellen Roche, estavam vestidos de pierrot e tinham instrumentos enfeitados.

O quinto e último carro da escola trouxe uma enorme formiga, que simbolizava o trabalho que dá para preparar o desfile. Do lado da alegoria, desfilou uma centena de crianças vestidas de formiga.

A Rosas fechou o desfile com uma ala especial, formada por animados cadeirantes, vestidos de branco e com bandeiras das escolas do grupo especial presas às cadeiras de roda.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.