Rosas de Ouro propõe olhar sobre o próprio carnaval

Um olhar sobre a própria festa de carnaval, com suas escolas e passistas trabalhando em um lugar encantado para transformar sonhos em realidade. Este é o enredo da Rosas de Ouro, que tentará conquistar o heptacampeonato do Grupo Especial de São Paulo para as comunidades da Freguesia do Ó e da Vila Brasilândia, com o samba Bem-vindos à Fábrica dos Sonhos.

Agência Estado |

E com um tema que invoca a imaginação, a Rosas vai levar hoje à avenida um desfile de "muita luz, alegria e paixão", segundo definiu o carnavalesco Jorge Freitas.

O nome pega carona no projeto da Fábrica de Sonhos, que reunirá as 14 agremiações do Grupo Especial em um só lugar, nos moldes da Cidade do Samba, no Rio de Janeiro, e deverá ficar pronta em 2010. Freitas explica que a ideia é mostrar o esforço dos trabalhadores têm para montar um desfile de escola de samba. De acordo com ele, o enredo vai levar o público a uma viagem pela produção da "maior manifestação folclórica brasileira", o carnaval. "O carnavalesco sonha e os operários da fábrica transformam esse sonho em realidade", diz.

Ele conta que, quem estiver presente na passagem dos 3.500 passistas da Rosas, agremiação de 27 anos de idade, vai se sentir homenageado. "Na escola, todos são iguais. Por 1h05, a fábrica dos sonhos ficará aberta para visitação. Nesse período qualquer plebeu se transforma em rei ou rainha." Além disso, o folião vai presenciar um desfile de muito luxo, que, segundo Freitas, é característico de seu estilo de carnaval. "Estamos apostando muito no samba-enredo, que é para cima, fala de carnaval."

Os destaque ficam por conta da rainha da bateria, a atriz Ellen Rocche, e do primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, Luiz Antonio Butinhão Junior e Sueli Aparecida Riça Costa. O samba, composto por Marquinho Sorriso, Mauricio Paiva, Armênio Poesia, Aquiles da Vila, Chanel e Fredy Viana, será interpretado por Darlan Alves Carneiro.

O carnavalesco promete ainda muitas surpresas na passagem da Rosas de Ouro no Anhembi, a segunda a desfilar, por volta de 0h10. Uma delas, apontada por ele com um dos pontos altos do desfile, é uma homenagem a outras escolas de samba do carnaval paulista, que no enredo simboliza a direção da Fábrica de Sonhos. "É a união das escolas", diz ele sobre a ala, que virá no desfecho da apresentação, atrás do quinto carro alegórico - a escola levará, ao todo, 30 alas para o desfile. Freitas aproveita a deixa para fazer críticas às desavenças entre agremiações: "As diretorias têm que parar de brigar para melhorar o carnaval". Confira o samba-enredo, composto por Marquinho Sorriso, Mauricio Paiva, Armênio Poesia, Aquiles da Vila, Chanel e Fredy Viana:

"Bem-vindos à Fábrica dos Sonhos"

Eu sou operário da ilusão
Vou pintar seu coração
De azul e rosa

Criando sonhos pra vida inteira
Lá vem roseira

Atravessei o portal da magia
No jardim da folia, vi guardiões
Desfilei entre fadas rainhas
Pierrôs, colombinas, arlequins embalavam foliões
Tem arte e cultura em meu mundo encantado
Foi tudo criado com amor e paixão
O meu sonho é o retrato
Do trabalho em união

Sonhar é sair do papel
Viver a fantasia
Brilha uma estrela, caiu do céu
Pra fazer do ano um grande dia

Alô arquibancada
Galera ligada, com muita emoção
Sou paulistano sambista
O sonho do artista, na televisão
Vou me inspirar
Nessa saudade sem fim
De quem transformou essa rosa
Na majestade do jardim

Meu sonho vale ouro
Vai conquistar geral
Só quero acordar, pra te confirmar
Deu rosas nesse carnaval

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG