Roqueiro e eco-ativista defende pensamento local e ação global

Por Nick Olivari NOVA YORK (Reuters Life!) - De roqueiro a ativista ecológico é um percurso longo, mas Chuck Leavell, que mais recentemente foi tecladista dos Rolling Stones, acha que as duas coisas podem ser tudo, menos mutuamente excludentes.

Reuters |

Leavell, que tem 57 anos, disse que, embora os anos 1960 sejam conhecidos sobretudo pelas revoluções musical e sexual, de maneira menor, mas igualmente importante, foram marcados também pelo reconhecimento de que as pessoas precisavam começar a cuidar do meio ambiente.

Sua atuação pública mais recente vem sendo como co-fundador da The Mother Nature Network, uma rede de notícias e informações ambientais lançada em janeiro deste ano.

Além de ser diretor de assuntos ambientais e membro do conselho de direção da entidade, Leavell apresenta dois seriados em vídeo na mnn.com: "Love of the Land", em que fala de sustentabilidade e conservação, e "The Green Room", em que entrevista outras celebridades para falar do trabalho delas com o meio ambiente e a filantropia.

"Durante muito tempo os norte-americanos foram apáticos em relação a essas questões, mas eles estão despertando para o problema, e existe uma disposição sincera em mudar", disse Leavell.

Ele próprio vive há muito tempo segundo o credo ambientalista. Boa parte de seu engajamento pessoal com a causa começou em 1981, quando sua mulher, Rose Lane, herdou terras da família em Twiggs County, na Geórgia.

"Percebi que eu tinha a responsabilidade de cuidar bem dessas terras", disse Leavell.

"As árvores são o recurso mais importante que temos", disse ele. "Aprendendo a cuidar delas, elas podem cuidar de nós."

Enumerando os benefícios proporcionados pelas árvores, desde seu uso como material de construção até a filtragem natural do ar e da água, ele contou que foi a experiência com suas próprias terras que levou a seu trabalho atual de defensor da causa ambiental.

Membro da The Allman Brothers Band nos anos 1970, no nível pessoal Leavell diz que rejeita o estilo de vida dos astros do rock.

"Os EUA dão importância grande à riqueza, mas é tão bom poder viver confortavelmente usando a metade da energia", disse.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG