Ronaldo Correia de Brito conquista Prêmio São Paulo de Literatura

SÃO PAULO ¿ O escritor cearense Ronaldo Correia de Brito conquistou na noite desta segunda-feira (03) o Prêmio São Paulo de Literatura, concedido pelo governo paulista. Ele ganhou R$ 200 mil por Galiléia, considerado o melhor livro do ano.

Redação |

Divulgação

Ronaldo Correia de Brito

O prêmio de melhor autor estreante foi para o gaúcho Altair Martins, pelo livro "A Parede no Escuro". Ele também levou R$ 200 mil. Essa foi a segunda edição do Prêmio São Paulo de Literatura, entregue durante cerimônia no Museu da Língua Portuguesa. No ano passado, os ganhadores foram "O Filho Eterno", de Cristóvão Tezza (livro do ano) e "A Chave da Casa", de Tatiana Salem Levy (autor estreante).

Os R$ 200 mil são a maior premiação da literatura brasileira. "Galiléia" e "A Parede no Escuro" foram os vencedores entre mais de 200 inscritos. Na cerimônia, o governador José Serra afirmou que como o prêmio não é regional, os paulistas terão de se esforçar. Entre os vinte finalistas (dez em cada categoria) estavam autores destacados, como José Saramago ("A Viagem do Elefante"), Moacyr Scliar ("Manual da Paixão Solitária"), Milton Hatoum ("Órfãos do Eldorado") e João Gilberto Noll ("Acenos e Afagos").

"Galiléia" é o quarto livro e primeiro romance de Correia de Brito ¿ os três trabalhos anteriores eram volumes de contos. A obra conta a história de três primos que atravessam o sertão cearense para visitar o avô e voltam às origens, reencontrando os casos que assombram a família. Já "A Parede no Escuro", de Altair Martins, acompanha os acontecimentos provocados pela morte de duas pessoas num acidente de trânsito.

Leia mais sobre: Prêmio São Paulo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG