Romaria ao Morro da Conceição, em Recife, termina em tragédia

RECIFE ¿ A romaria de um grupo de 30 pessoas em direção ao Morro da Conceição, no bairro de Casa Amarela, no Recife, terminou de forma trágica, na madrugada desta segunda-feira (08). Os romeiros, que seguiam a pé para prestar homenagem à Nossa Senhora da Conceição, foram atingidos por um carro, no quilômetro 54, da BR-101, no viaduto de Jardim Paulista Baixo, em Paulista, Região Metropolitana de Recife.

Agência Nordeste |

Três pessoas morreram na hora, e outras quatro foram arremessadas para debaixo do viaduto e também morreram. O acidente ainda feriu mais quatro pessoas.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), não é possível afirmar ainda se o motorista do veículo, o comerciante Hugo Firmino da Silva, que completou 33 anos hoje, estava em alta velocidade. O comerciante foi socorrido em estado grave.

Os romeiros saíram do Loteamento Redenção, no bairro de Saramandaia, em Igarassu, para participar hoje, das festividades em homenagem a Nossa Senhora da Conceição. Padroeira do Recife, as homenagens à santa atraem milhares de fiéis todos os anos. As romarias são comuns nesta época, grupos de diversas regiões de Pernambuco, saem em caminhada em direção ao Morro de Conceição, onde os fiéis demonstram sua fé pela santa.

Padroeira da Bahia

A Igreja de Nossa Senhora da Conceição da Praia amanheceu lotada neste feriado de segunda-feira, dia de homenagear a padroeira da Bahia. Idosos e membros da congregação Nossa Senhora da Conceição são maioria. A celebração começou às 6 horas no comando do Padre Abel Carvalho. Às 10 horas, iniciou celebração da missa solene. Depois a imagem de Nossa Senhora da Conceição da Praia e do Deus Menino seguiu em procissão pelas ruas do Comércio.

Ao chegar à Igreja do Corpo Santo, duas imagens se juntam a caminhada, as de São José e de Santa Bárbara. A procissão seguiu até a Praça Conde dos Arcos.

A Basílica de Nossa Senhora da Conceição da Praia foi construída a partir de 1753. A devoção à virgem remonta à época de D. João IV, primeiro rei da dinastia de Bragança, que em 1646 dedicou a ela o reino português e suas colônias.

Leia mais sobre: procissão

    Leia tudo sobre: procissão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG