Genebra, 29 set (EFE).- O cineasta franco-polonês Roman Polanski, detido desde sábado em Zurique, abriu um processo contra sua prisão, ordenada pelo Ministério da Justiça e que tem como fim sua extradição para os Estados Unidos.

Um tribunal da localidade suíça de Bellinzone confirmou hoje ter recebido a denúncia. Uma decisão a respeita deve ser anunciada nas próximas semanas.

Polanski foi detido ao chegar a Zurique, onde receberia um prêmio do Festival de Cinema da cidade. A prisão do cineasta foi efetuada com base numa ordem emitida pela Justiça americana. EFE vh/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.