Da mesma forma que o secretário-geral do PT, José Eduardo Cardoso (PT-SP) desistiu de concorrer â Camara por falta de uma reforma política que dê transparência ao sistema político brasileiro, o deputado federal pernambucano Roberto Magalhães (DEM-PE) não vai mais concorrer a um novo mandato.

"O Brasil caminha para se transformar no país do partido único, o partido do poder", afirma ele, para quem a Casa ficou sem graça - o governo age como rolo compressor e a oposição detém menos de um terço dos 513 deputados.

Ex-governador, ex-prefeito do Recife e deputado federal por quatro mandatos, Magalhães diz ter conhecido a Câmara ainda com independência e aponta o sistema eleitoral como a raiz do processo de corrupção no campo dos três Poderes. "Já dei minha cota, não tenho mais estímulo", justificou.

Leia mais sobre Eleições 2010

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.