Robert Plant e Alison Krauss são os grandes vencedores do Grammy

O duo formado por Robert Plant e Alison Krauss foi o grande vencedor do Grammy, com cinco gramofones, enquanto o grupo britânico Coldplay venceu em três categorias na 51ª edição da premiação da música americana, realizada na noite de domingo em Los Angeles.

AFP |

A curiosa dupla formada pelo britânico, ex-vocalista da célebre banda de hard rock Led Zeppelin, e a cantora americana de country venceu inclusive na principal categoria, a de álbum do ano, por "Raising Sand", que já havia sido aclamado pela crítica.

O disco derrotou na categoria principal "Viva la vida" do Coldplay, "Tha Carter III" do rapper Lil Wayne, "Year of the Gentleman" do cantor de R&B Ne-Yo e "In Rainbows" da banda britânica Radiohead.

Plant e Krauss também faturaram gramofones nas categorias Gravação do Ano, Melhor Interpretação Pop em colaboração, Melhor Interpretação Country em colaboração e Melhor álbum contemporâneo de Folk.

Krauss afirmou que tem sido um ano maravilhoso, enquanto o veterano Plant admitiu que o sucesso do álbum o pegou de surpresa.

O Coldplay recebeu três gramofones, incluindo o de Canção do Ano por 'Viva la Vida'. Também venceram nas categorias melhor álbum de rock e melhor interpretação pop vocal de um duo ou grupo.

Lil Wayne também levou três estatuetas para casa: melhor canção de rap, melhor interpretação solo de rap e melhor interpretação de um duo ou grupo de rap.

A britânica Adele, de 20 anos, levou o Grammy de Artista revelação, superando a compatriota Duffy, os ídolos das adolescentes americanas Jonas Brothers, o grupo country Lady Antebellum e a intérprete de R&B Jazmine Sullivan.

Já o ex-ministro da Cultura Gilberto Gil, que concoria na categoria de melhor álbum de "World Music" contemporânea por 'Banda Larga Cordel', perdeu para 'Global drum project', de Mickey Hart, Zakir Hussain, Sikiru Adepoju e Giovanni Hidalgo

Durante o programa de televisão que exibiu os premiados, um drama atrás das câmeras envolvendo a cantora Rihanna forçou os organizadores do evento a fazer uma alteração de último minuto nas apresentações.

A cantora de 20 anos, natural de Barbados, se apresentaria no início do show, mas os organizadores anunciaram abruptamente sua retirada pouco antes do evento.

A polícia de Los Angeles confirmou que procura o namorado Rihanna, o cantor Chris Brown, que estaria vinculado a um suposto caso de violência doméstica. A polícia não confirmou ou negou se a cantora foi vítima de algum incidente.

Em um dos momentos mais emocionantes da noite, a cantora Jennifer Hudson foi muito aplaudida ao receber o prêmio de melhor álbum de R&B, pouco maus de três meses depois do assassinato de sua mãe, irmão e sobrinho.

rcw/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG