Voo 447: missa reúne familiares e amigos no Rio

Imprensa não teve acesso à cerimônia, que contou com a presença do embaixador da França no Brasil

Raphael Lemos, especial para o iG |

iG
Tripulação da Air France chega à igreja no Rio de Janeiro / Foto: Paula Giolito
Cerca de 80 pessoas, entre familiares e amigos, compareceram na manhã desta terça-feira à missa pelo 1 ano do acidente do voo 447, da Air France, na Igreja Nossa Senhora da Paz, em Ipanema, na zona sul do Rio de Janeiro. Entre os presentes, estiveram o embaixador da França no Brasil, Yves Saint-Geours, e o cônsul da França no Rio, Jean-Claude Moyret.

Seguranças impediram o acesso da imprensa à cerimônia religiosa, que durou aproximadamente 1 hora. Os parentes e amigos das vítimas chegaram à igreja em vans fretadas pela Air France. A tripulação da companhia aérea francesa que estava em solo na capital fluminense também compareceu à missa.

“As pessoas estavam emocionadas e choraram muito. Foi uma cerimônia bonita e emocionante”, disse, na saída, Cláudia Valle, tia do empresário Paulo Valle Brito . Ele estava no voo 447 com a esposa, Luciana Sebá, e os pais, o executivo Francisco Eudes Mesquita Valle e a arquiteta Maria de Fátima Valle. “Estávamos precisando compartilhar coletivamente essa dor com pessoas que passaram a mesma coisa que nós”, completou, emocionada.

O terapeuta Carlos Braga chegou à igreja para a cerimônia e foi barrado. Ele disse a repórteres que morava na Alemanha havia três anos com o comerciante Andree Valerius, que estava no voo 447. O estrangeiro possuía com o companheiro uma loja de roupas e acessórios e tinha vindo ao Brasil para comprar mais produtos.

“Não me comunicaram sobre a missa. Fiquei sabendo através da imprensa. Me negam um direito que é meu”, reclamou. “Ao contrário de outros parentes, que receberam sessões de acompanhamento psicológico, eu nunca recebi nada. A Air France nunca fez nada por mim”, informou. Após as queixas, Carlos Braga teve acesso à cerimônia religiosa.

Após a missa, os parentes e amigos participaram de uma cerimônia de colocação de flores em um memorial em homenagem às vítimas, inaugurado em novembro do ano passado, no parque Penhasco Dois Irmãos, no Leblon, na zona sul do Rio.

Também nesta terça-feira, mais de mil pessoas participaram em Paris da cerimônia ecumênica em homenagem às vítimas. Entre os presentes, estiveram 900 familiares, sendo 138 brasileiros. A cerimônia aconteceu a portas fechadas em um salão do Parque Floral, na zona leste da capital francesa. O acidente com o Air Bus A330, que fazia o trajeto Rio-Paris, aconteceu quando a aeronave sobrevoava o Oceano Atlântico e deixou 228 mortos.

Leia também:

R$ 200 mil em busca de resposta sobre tragédia

Perguntas e respostas sobre a queda do voo 447

    Leia tudo sobre: Voo 447Air France

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG