Vigilantes encerram greve no Estado do Rio de Janeiro

Categoria aceitou proposta de reajuste de 7%. Paralisação de dez dias fez com que 600 agências bancárias não funcionassem

iG Rio de Janeiro |

A Federação dos Vigilantes do Estado do Rio de Janeiro informou na noite desta quarta-feira (21) que foi encerrada a greve da categoria, iniciada no último dia 12. Segundo a entidade, por causa da paralisação, cerca de 600 agências bancárias deixaram de funcionar em todo o Estado.

Em nota, a Federação informou que, em assembleia realizada à tarde, os vigilantes decidiram aceitar a proposta discutida no Tribunal Regional do Trabalho (TRT/RJ) de 7% de reajuste sobre o salário e tíquete refeição, representando um aumento real de 1,32% acima da inflação, além da manutenção do escalonamento do risco de vida até 2015.

Segundo a entidade, o piso salarial subirá de R$ 864 para R$ 924,48 e o tíquete refeição passa para R$ 9,46. Com os 6% do adicional de periculosidade o salário base do vigilante passa para R$ 1.053 em todo estado.

Como a negociação foi conduzida pela conciliação do TRT que deu prazo de uma semana para vigilantes e patrões se entenderem, o acordo será ratificado nesta sexta-feira (22) em outra audiência às 14h30, no Tribunal Regional do Trabalho.

Segundo os vigilantes, as empresas já se comprometeram em não descontar os dias parados, não
punir e nem demitir os trabalhadores que aderiram à greve.

    Leia tudo sobre: greve dos vigilantes

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG