Vigilantes encerram greve e bancos reabrem no Estado do Rio

Paralisação é encerrada após TRT anunciar que vai julgar na quarta-feira índice de reajuste proposto pela categoria

iG Rio de Janeiro |

Em greve desde o dia 23 de março, os vigilantes do Estado do Rio de Janeiro decidiram suspender a paralisação nesta sexta-feira (29) após o Tribunal Regional do Trabalho (TRT-RJ) ter anunciado ontem que julgará na próxima quarta-feira (4) o índice de reajuste proposto pela categoria.

A greve do segmento fez com que cerca de 400 agências bancárias ficassem fechadas em todo o Estado, sendo 50 delas somente no centro da capital, segundo a Federação dos Vigilantes.

Cerca de 140 bancos localizados no Sul do Estado voltaram a funcionar hoje, assim como 80 agências em Macaé, no Norte Fluminense, e Região dos Lagos. Na capital e região serrana, o expediente também foi retomado nesta sexta-feira.

Em Campos dos Goytacazes, cidade do Norte do Estado, a expectativa é que a paralisação só seja encerrada na segunda-feira (2). O município possui 52 agências bancárias.

"“Estamos voltando ao trabalho para não causar mais transtornos à população, não descartando
novas paralisações”, concluiu o presidente da Federação dos Vigilantes do Rio, Fernando Bandeira.

Índice de reajuste

Os cerca de 50 mil vigilantes do estado reivindicaram 10% acima da inflação. Porém, segundo a federação dos empregados, o Sindicato das Empresas de Vigilância ofereceu apenas 1,5%, mais R$ 0,60 centavos no auxílio alimentação, que subiria de R$ 8,20 para R$ 8,80. Como não houve acordo, os desembargadores do TRT definirão o aumento a ser concedido aos vigilantes

    Leia tudo sobre: greve vigilantesbancos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG