Viaturas da PM do Rio ganham computadores com acesso à internet

Inicialmente, 200 carros da polícia terão o equipamento. Custo do projeto é de R$ 6,9 milhões

iG Rio de Janeiro |

Divulgação/Secretaria de Segurança
Acesso à internet em carros da PM será por chips 3G
A Secretaria Estadual de Segurança Pública do Rio de Janeiro apresentará nesta quinta-feira (6) viaturas da Polícia Militar equipadas com computadores de bordo com acesso à internet com chips 3G.

Os carros começarão a ser distribuídos pelo 2º Batalhão (Botafogo, zona sul), 5º Batalhão (Centro), 19º Batalhão (Copacabana, zona sul), 23º Batalhão (Leblon, zona sul), 39º Batalhão (Belford Roxo, na Baixada Fluminense), Batalhão de Policiamento em Áreas Turísticas e Corregedoria Interna.

A informação sobre a instalações dos computadores nos carros da PM foi adiantada pelo iG em abril. Na época, a reportagem informou que os equipamentos seriam entregues no mês seguinte. No entanto, o prazo não foi cumprido e o material só começou a ser instalado cinco meses depois.

Ao todo, o primeiro lote terá 200 computadores mas a previsão é de que 2 mil sejam instalados em viaturas, que serão distribuídas inicialmente a todos os batalhões da região metropolitana.

O custo estimado de implantação do novo equipamento é de R$ 6,9 milhões. Atualmente, os carros da Polícia Militar possuem um terminal de bordo com recursos mais limitados, recebem apenas três linhas de texto com informações repassadas por seus respectivos batalhões.

Os equipamentos possuem tela tátil, teclado e permitirão aos policiais receberem informações das ocorrências com a localização georeferenciada e o posicionamento de outras viaturas.

Divulgação/Secretaria de Segurança
Com os computadores, PMs poderão fazer registros eletrônicos das ocorrências
Os terminais vão possibilitar ainda a consulta de dados de pessoas e veículos pelo Portal da Segurança. O conteúdo será disponibilizado de acordo com a senha de acesso do policial. Será possível também fazer registros eletrônicos, o que permite agilizar o trabalho, que antes era restrito à caneta e ao papel.

As informações cadastrais das ocorrências em andamento serão encaminhadas pelo sistema de internet de uso interno (intranet). O registro será digital e os dados serão encaminhados às Delegacias Legais. Este novo processo permitirá ao policial militar mais agilidade no registro de ocorrência e o retorno rápido ao patrulhamento nas ruas.

Outro ponto positivo é a maior integração entre os trabalhos das Polícia Militar e Polícia Civil. Atualmente, ao encaminhar as ocorrências às delegacias, os policiais civis precisavam ingressar manualmente com os dados que recebem do Policial Militar, isso acarreta maior tempo de atendimento das ocorrências.

 Além dessa novidade, já está em fase de licitação na Secretaria de Segurança a compra do primeiro lote de 4 mil câmeras que serão instaladas em breve nas viaturas para registrar todo o trabalho dos policiais. Cada carro possuirá duas câmeras.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG