Verônica Costa depõe sobre acusação de tortura

Márcio Costa, marido da funkeira, a acusa de comandar uma sessão de tortura contra ele por quase 20 horas

iG Rio de Janeiro |

O Globo
Funkeira Verônica Costa chega para prestar depoimento na 42ª DP sobre suposta tortura contra marido
A funkeira Verônica Costa chegou para depor à 42ª DP (Recreio dos Bandeirantes), na zona oeste, por volta das 7h30 desta segunda-feira (28). O marido Márcio Costa a acusa de tê-lo queimado com produtos químicos e de comandar uma sessão de espancamento que teria durado quase 20 horas. Ainda segundo Costa, parentes de Verônica também teriam participado da ação.

O motivo das agressões seria a desconfiança de Verônica de que ele tenha uma amante. A funkeira também o teria acusado de ter se apropriado de bens dela.

Na última sexta-feira, ele saiu do CTI do hospital Pasteur, no Méier, na zona norte, e foi transferido para um quarto da unidade. Nesta segunda, Costa deve passar por uma cirurgia.

Verônica havia acusado marido de agressão

Esse não é o primeiro registro policial envolvendo o casal. Há pouco mais de quatro meses, em outubro de 2010, Verônica havia prestado queixa contra o marido por agressão, na Deam (Delegacia da Mulher) de Jacarepaguá, na zona oeste do Rio de Janeiro.

Segundo o depoimento de Verônica, Márcio teria apontado uma arma contra a cabeça da empresária e apertado o gatilho. Porém, a arma estaria sem munição.

Apesar da agressão ter ocorrido em setembro, Verônica só prestou queixa após perder as eleições para deputada estadual. Na época, a Justiça determinou que Costa não ficasse a menos de 500 metros de Verônica. No entanto, eles reataram pouco tempo depois da queixa.

    Leia tudo sobre: verônica costaagressãodepoimento

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG