Vereador do Rio tem prisão decretada

Fausto Alves, do PTB, foi acusado de mandar matar um cabo eleitoral em junho de 2010

iG Rio de Janeiro |

O vereador Fausto Alves (PTB), da Câmara Municipal do Rio, teve prisão decretada nesta segunda-feira (3), mas está foragido da Justiça. Ele é acusado de ser o mandante do assassinato de um cabo eleitoral em junho de 2010. O homicídio ocorreu em Bento Ribeiro, bairro onde vive, na zona norte do Rio.

A prisão foi decretada no dia17 de dezembro de 2010, de acordo com a assessoria do Tribunal de Justiça, mas o fato não havia sido divulgado até então por causa do recesso. Alves, que é suplente da vereadora Cristina Brazil (PTB),  não compareceu ao Palácio Pedro Ernesto, sede da Câmara, nesta segunda.

    Leia tudo sobre: vereadorprisão decretada

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG