Vereador do PSDC é encontrado morto no Rio

Político era investigado por suposto envolvimento com traficantes de drogas da Rocinha

Agência Estado |

O vereador Luiz Cláudio de Oliveira, o Claudinho da Academia (PSDC), foi encontrado morto na tarde deste sábado na casa de Gabriel Andreatta, seu sócio e chefe de gabinete, no bairro de São Conrado, na zona sul do Rio de Janeiro. O parlamentar tinha 39 anos e teria sofrido um enfarte fulminante.

Morador da favela da Rocinha, Claudinho estava sendo investigado pela Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Draco) por suposto envolvimento com traficantes de drogas da comunidade.

Segundo o Ministério Público (MP-RJ), em julho de 2008, teria sido realizada uma reunião com cerca de 100 moradores e comerciantes da Rocinha na qual o líder do tráfico Antônio Francisco Bonfim Lopes, o Nem, teria ordenado com ameaças que os presentes votassem em Claudinho e divulgassem sua candidatura.

O MP-RJ informou à polícia ter ouvido testemunhas que estavam na reunião. Por causa do mesmo procedimento, o vereador já respondia a processo eleitoral sob acusação de coação de eleitores.

Claudinho era casado e pai de três filhos. Em 2007, ele foi eleito presidente da Associação de Moradores da Rocinha. No ano seguinte, foi eleito vereador com mais de dez mil votos. Neste ano, Claudinho iria se candidatar a deputado estadual.

*com iG Rio de Janeiro

    Leia tudo sobre: Rio de Janeirotráfico

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG