Veja algumas dicas para não se tornar uma vítima na internet

Delegada de Repressão a Crimes de Informática do Rio dá sugestões simples para o usuário se proteger na rede

Raphael Gomide, iG Rio de Janeiro |

De acordo com Helen Sardenberg, titular da Delegacia de Repressão a Crimes de Informática (DRCI), algumas medidas simples podem ajudar a não se tornar uma vítima na internet.

- Evite comprar produtos em sites de empresas que não conhece. No caso de problemas, pode ser difícil encontrar um lugar de contato para reclamar;

- Desconfie de produtos baratos demais;

- Verifique se a empresa é idônea;

- Não ponha dados pessoais ou fotos íntimas na rede;

- Crianças devem estar sempre acompanhadas quando estiverem na internet. "Não basta um site seguro", diz a delegada. Pais atentos identificam problemas e evitam danos maiores para os filhos;

- No caso de receber spams, acesse o site www.antispam.br , do Comitê Gestor da Internet (CGI), que contém instruções detalhadas de como proceder. O CGI é um órgão criado pelo governo federal para coordenar e integrar iniciativas do serviço de internet. Tem representantes do governo federal, do empresariado, provedores de acesso e de conteúdo, provedores de infra-estrutura de telecomunicações, indústrias de bens de informática e software e empresas usuárias da internet;

- Quando tiver dúvidas sobre mensagens recebidas ou abusos identificados na internet, consulte o site www.cgi.br .

    Leia tudo sobre: vejadicasvítimainternet

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG