Um ano após tragédia, bairro de Nova Friburgo parece cidade fantasma

Córrego Dantas ainda está repleto de casas destruídas e interditadas

iG Rio de Janeiro |

De acordo com a Defesa Civil, 429 pessoas morreram em Nova Friburgo devido à tragédia de janeiro de 2011. Praticamente todos os bairros da cidade foram atingidos pelas enchentes e desmoronamentos, inclusive o centro, onde vários prédios foram afetados. No município, 44 pessoas continuam desaparecidas.

BBC Brasil
Córrego Dantas foi o bairro mais afetado pelos deslizamentos, com casas totalmente destruídas
Situado entre dois morros e às margens do curso d'água que dá nome à comunidade, Córrego Dantas foi o bairro mais afetado pelos deslizamentos de terra e pelas fortes chuvas. Dezenas de casas tiveram as paredes totalmente arrancadas. Várias delas estão sendo demolidas.

Praticamente todos os moradores já abandonaram o bairro. Alguns deles acompanham os trabalhos das retroescavadeiras usadas para reverter o assoreamento do Córrego Dantas, além dos tratores que realizam as demolições.

Veja o antes e depois da tragédia de 2011 em Nova Friburgo

 A casa do metalúrgico Paulo Thuler, 50 anos, fica à beira de outro córrego, que desce de um morro. A água ganhou tanta força que arrancou a escada e a parede que ficavam na parte de trás da residência.

Do outro lado do córrego, ficava a casa da sogra de Thuler, que foi totalmente levada pela enxurrada. Apenas o piso ficou no lugar. "Com a chuva, a minha sogra e os vizinhos vieram aqui para casa, que fica em uma parte mais alta", disse o morador à BBC Brasil.  "Aí a casa deu uma balançada e eu disse, 'vamos ficar do lado de fora', porque se a casa cai, pelo menos a gente pode se segurar em uma grade e se salvar."

Apesar dos danos nos fundos, as estruturas da casa de Thuler resistiram. De manhã, segundo o metalúrgico, ele e sua família buscaram refúgio em uma indústria abandonada do outro lado do córrego, situada em uma parte ainda mais alta do bairro. Ele diz que, no caminho, foi possível ver corpos espalhados pela rua.

Interdições no centro

BBC Brasil
Praticamente todos os moradores abandonaram o bairro de Córrego Dantas em Nova Friburgo
A Defesa Civil afirma que, além de Córrego Dantas, outros bairros fora do centro urbano de Nova Friburgo que tiveram muitos danos devido às chuvas de 2011 foram Duas Pedras, Jardim Califórnia, Floresta, Jardinlândia e Campo do Coelho.

No centro da cidade, a vida parece ter voltado à normalidade, embora muitos prédios ainda estejam interditados.

O teleférico localizado na Praça do Suspiro, um dos principais cartões postais da cidade, ainda não foi reaberto, já que a área onde ficam as suas torres foi muito atingida. Além do teleférico, a igreja Santo Antônio, situada na mesma praça, também está fechada.

Um abrigo municipal continua em funcionamento, onde cerca de 20 pessoas que perderam suas casas estão instaladas, segundo a Defesa Civil.

Indenização

De volta ao bairro onde morou sete anos, Thuler observa os trabalhos dos tratores que realizam as demolições das casas que sobraram. O ex-morador de Córrego Dantas agora vive de aluguel, com a mulher e a filha, no bairro do Campo do Coelho, e espera uma indenização pela perda de sua casa.

"Sei de algumas pessoas que tiveram as casas interditadas que ganharam indenização. Comigo, ainda nada, mas uma hora tem que sair", afirma. O pior, segundo Thuler, é voltar a sentir medo a cada chuva que cai em Nova Friburgo.

"Minha mulher, principalmente, fica apavorada quando chove, mas eu também fico. Quem disser que não tem medo, está mentindo."

*Reportagem da BBC Brasil

    Leia tudo sobre: chuvasnova friburgo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG