Americana de 28 anos teve 80% do corpo queimado em acidente e, o marido dela, 30%. Os dois seguem internados no Rio de Janeiro

A turista norte-americana Sarah Nicole Lowry, de 28 anos, segue em estado grave ao ter 80% do corpo queimado na manhã de terça-feira após a explosão de um bueiro da Light em Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro.

Bueiro que explodiu em Copacabana ferindo gravemente casal americano
Futura Press
Bueiro que explodiu em Copacabana ferindo gravemente casal americano

O marido dela, James Mclaughlin, de 31 anos, também se feriu no acidente e teve cerca de 30% do corpo queimado. Os dois foram encaminhados ao Hospital Municipal Miguel Couto. Depois, transferidos à Unidade de Queimados da Clínica São Vicente, onde seguem internados.

Os turistas norte-americanos chegaram ao Rio na segunda-feira em férias. Segundo relato de testemunhas, o acidente ocorreu por volta das 11h, na esquina da rua República do Peru com a avenida Nossa Senhora de Copacabana. Com a explosão, a tampa do bueiro chegou a ser arremessada e Sarah caiu no chão com o corpo em chamas. Pessoas que passavam pelo local na hora ajudaram a apagar o fogo do corpo dela e chamaram o socorro.

O Consulado Americano foi acionado e já comunicou parentes do casal sobre o acidente. Segundo a Delegacia de Atendimento ao Turista (Deat), o laudo que vai explicar as causas da explosão deve ficar pronto em 30 dias.

Em nota, a concessionária Light, responsável pelo fornecimento de energia elétrica, informou que a explosão foi causada por um deslocamento da tampa de uma das câmaras. A Light afirma que continuará trabalhando na galeria subterrânea, onde houve o deslocamento.

"A prioridade da empresa está sendo o apoio as duas pessoas feridas, que estão recebendo toda a assistência necessária. A apuração da responsabilidade do acidente está nas mãos de técnicos da perícia e do Corpo de Bombeiros. No entanto, a Light se antecipou para dar toda a atenção necessária aos feridos", informou a nota.

*Com informações da Agência Estado

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.