Tribunal de Justiça tenta cumprir mandado de prisão para Edmundo

Ex-jogador foi condenado pelas mortes de três jovens em um acidente em 1995

iG Rio de Janeiro |

Um oficial do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro tenta cumprir desde a manhã desta quarta-feira (15) o mandado de prisão para o ex-jogador de futebol Edmundo . O documento foi expedido na noite de terça-feira (14) pela Vara de Execuções Penais (VEP).

De acordo com o TJ-RJ, Edmundo só pode ser considerado foragido após ser notificado pelo oficial de Justiça. A reportagem do iG entrou em contato com o advogado do ex-jogador, Arthur Lavigne, mas não obteve retorno. Ontem, ele declarou que entraria nesta quarta-feira com um pedido de habeas-corpus para seu cliente.

Vivian Fernandez
Edmundo durante o carnaval carioca deste ano (foto de arquivo)
Edmundo foi condenado em março de 1999 a quatro anos e seis meses de prisão, em regime semiaberto, pelos crimes de homicídio culposo de três pessoas e lesão corporal culposa a outras três. Os crimes ocorreram após um acidente de trânsito no bairro da Lagoa, na zona sul do Rio, na madrugada do dia 2 de dezembro de 1995.

No acidente morreram Joana Maria Martins Couto, que estava no carro dirigido pelo então jogador do Flamengo, e Carlos Frederico Britis Tinoco e Alessandra Cristini Pericier Perrota, que estavam no outro veículo envolvido na batida.

Segundo o advogado de Edmundo, o Ministério Público reconheceu a prescrição do crime em 2010. Já o juiz Carlos Eduardo de Figueiredo, da Vara de Execuções Penais do Tribunal de Justiça do Rio, afirma que ainda não ocorreu o lapso temporal exigido pela lei para prescrever a condenação, que no caso do ex-jogador é de 12 anos.

"O Ministério Público reconheceu a prescrição em 2010, isso está há quase um ano na vara de execuções. Então recebi o fato com surpresa. Não recebi nenhuma notificação, não saiu publicado qual é a fundamentação”, declarou Lavigne, ao iG.

A sentença que condenou o ex-jogador foi proferida pela 17ª Vara Criminal da Capital. Edmundo chegou a ficar preso por dois dias e recorreu. A 6ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio, no entanto, manteve a decisão no dia 5 de outubro de 1999.

Se for preso, Edmundo vai cumprir a punição inicialmente em regime semiaberto que consiste em poder circular livremente por uma unidade prisional durante o dia e ficar trancado à noite. O ex-jogador se destacou no Palmeiras e no Vasco, além de ter atuado também pelo Corinthians, Santos, Fluminense, Cruzeiro, Figueirense e Fiorentina (Itália), entre outros clubes. Atualmente, o ex-atleta é comentarista esportivo.

*com reportagem de Mario Hugo Monken e Vicente Seda

Assista ao vídeo sobre o caso:

Caso não consiga ver este vídeo, clique no link abaixo para assistir na TV iG:

Justiça decreta prisão de ex-jogador Edmundo

    Leia tudo sobre: edmundocondenaçãoacidente de trânsitojustiça

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG