Tragédia em Teresópolis provoca corrida por aluguel de imóveis

Corretores locais estimam aumentos de até 50% nos aluguéis e desvalorização média de 20% no valor das venda

Flávia Salme, enviada a Teresópolis |

Hélio Motta
Os corretores Sérgio Neves(de branco)e Antônio Iagioli (camisa listrada): "Os aluguéis vão ficar mais caros"
Ainda é cedo para o setor imobiliário de Teresópolis contabilizar os prejuízos com as chuvas que deixaram mais de 240 mortos na cidade, mas profissionais do setor prevêem um período de prejuízos que pode levar pelo menos seis meses. “Quem vai querer comprar casa aqui depois de tudo o que aconteceu?”, indaga o corretor Antônio Iagioli, 63, da Primus Imóveis, corretora vizinha à prefeitura da cidade.

“O aluguel, por outro lado, vai subir. Muitos desabrigados vão precisar alugar”, constata o corretor Sérgio Neves, 51, outro funcionário da Primus. “A tendência é que o aluguel de apartamentos no centro da cidade sejam reajustados em até 50%, pois serão os mais procurados”, ele prevê. “Ninguém vai querer alugar casa, ainda mais onde houve tragédia”.

Por conta das chuvas, a venda de imóveis ficou estagnada no primeiro fim de semana após as tragédias. “Um monte de clientes me procurou em busca de aluguel para amigos que perderam suas casas. Mas eu só trabalho com vendas, não pude ajudar”, disse o corretor Clemildo de Oliveira Corrêa, da AGE Imóveis. “Comprar ninguém quer”, falou.

“Estou com sete pessoas lá em casa que precisam alugar um imóvel. São ex-moradores do Caleme que perderam as casas e eu ofereci abrigo”, diz o analista de sistema Vagner Matos.

Falta oferta de imóveis

O artesão Luciano Figueiredo, 53, morador do bairro da Posse (zona oeste) que teve a casa de dois andares devastada pelas enchentes na região traduz o drama de alguns desabrigados. “Tenho dinheiro para pagar o aluguel, mas não há imóvel disponível na cidade”, ele constata. Luciano é casado e pai de uma filha adolescente. A família está temporariamente na casa de amigos.

    Leia tudo sobre: Tragédia de Teresópolisimóveisaluguel

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG