TJ-RJ autoriza saída de PMs e bombeiros grevistas do presídio Bangu 1

Segundo decisão judicial, militares presos deverão ser transferidos para unidades prisionais das respectivas corporações

iG Rio de Janeiro |

A juíza da Auditoria Militar do Tribunal de Justiça do Rio, Ana Paula Monte Figueiredo, autorizou nesta quarta-feira (15) a transferência de PMs e bombeiros acusados de liderarem o movimento grevista da penitenciária de segurança máxima Bangu 1, na zona oeste, para unidades prisionais militares.

Leia também : PM poderá expulsar coronéis acusados de incitar greve

A solicitação foi feita ontem pelo comando da PM e do Corpo de Bombeiros sob alegação de que não havia mais ameaças à ordem pública no Rio de Janeiro. Onze bombeiros e dez PMs estão presos na unidade de segurança máxima.

A greve dos PMs, policiais civis e bombeiros foi iniciada na noite da última quinta-feira (9) e foi encerrada oficialmente na segunda-feira (13).

Hoje, um grupo de deputados da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara dos Deputados apresentou hoje um pedido de habeas corpus para os militares que estão presos em Bangu 1.

O pedido, com caráter de liminar, foi apresentado nesta tarde ao Supremo Tribunal Federal (STF) e foi assinado pelos deputados Mendonça Prado (DEM-SE), Protógenes Queiroz (PCdoB-SP), Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP), Chico Alencar (PSOL-RJ), Cabo Juliano Rabelo (PSB-MT) e Anthony Garotinho (PR-RJ).

Com informações da Agência Brasil

    Leia tudo sobre: grevebombeirosPMs

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG