TJ decide soltar PMs envolvidos no caso Mascarenhas

Filho da atriz Cissa Guimarães foi atropelado e morto em túnel do Rio. PMs são acusados de terem cobrado propina de atropelador

AE |

selo

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) concedeu o pedido de habeas corpus aos policiais militares envolvidos no caso Rafael Mascarenhas. Marcelo José Leal e Marcelo Bigon são acusados de terem cobrado propina de Rafael Bussamra, que atropelou Mascarenhas, filho da atriz Cissa Guimarães.

Os desembargadores da 5ª Câmara Criminal decidiram por unanimidade revogar a prisão preventiva dos PMs em sessão no final da tarde de quinta-feira. 

Rafael Mascarenhas morreu no dia 20 de julho após ser atropelado por Rafael Bussamra no Túnel Acústico, na Gávea, zona sul do Rio de Janeiro. Os PMs abordaram o carro de Bussamra, que tinha marcas de batida, mas liberaram o veículo. Segundo Bussamra, eles cobraram R$ 10 mil para liberar o carro. No dia 5 de outubro, Leal e Bigon foram expulsos da Polícia Militar.

    Leia tudo sobre: rafael mascarenhasproprinaatropeladorpropina

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG